Durante este longo período de confinamento não deixámos de sonhar em viajar e, apesar de parecer impossível, com a melhoria da situação, os países têm vindo a levantar as suas restrições e viajar pela Europa no Verão, depois do Covid-19, já parece ser uma realidade. Cada vez mais destinos estão a fixar datas para a abertura das fronteiras e a eliminar a obrigação de fazer quarentena, tornando possível viajar no Verão de 2020.

Continua a ler e descobre para onde poderás viajar após o coronavírus.

mapa da europa com italia em destaque

Quando é que posso viajar para a Europa?

Para salvar a época de viagens do verão de 2020 na Europa, a Comissão Europeia recomendou que os 27 Estados-Membros reabrissem as suas fronteiras internas assim que a situação epidemiológica o permitisse. Para o efeito, produziu vários documentos que prevêem várias fases de desescalada durante as quais se irão eliminando as restrições de circulação para viajar pela Europa este Verão, depois do coronavírus.

Esta proposta de levantamento das restrições será feita sem discriminação quanto à nacionalidade. Ou seja, é feita por destino e não por cidadania. Por exemplo, se Espanha abrir as suas fronteiras com Portugal, todas as pessoas que vivam cá, independentemente da sua nacionalidade, poderão viajar para Espanha.

Por todas estas razões, não podemos falar de uma data genérica para viajar pela Europa depois do Coronavírus, mas teremos de ver, país por país, que tipo de acordos foram estabelecidos.

Coronavírus: como vai ser viajar por diferentes países este Verão?

Certamente já começaste a pensar em lugares diferentes para viajar no Verão de 2020, após a crise do Covid-19. Por isso, na IATI Seguros fizemos uma selecção dos mais interessantes e visitados e damos-te toda a informação sobre as restrições e a situação actual em cada um deles.

É seguro viajar para a Alemanha este Verão de 2020?

Se estás ansioso por conhecer a interessante capital alemã, perder-te na Floresta Negra ou, porque não, experimentar algumas das melhores cervejas da Europa, este Verão pode ser uma boa oportunidade.

Quase todas as fronteiras alemãs estão fechadas, excepto as fronteiras do país com o Luxemburgo e a Dinamarca. No entanto, estão a abrir-se gradualmente e é esperado que estejam totalmente abertas a partir de 15 de Junho para o espaço Schengen, embora isso dependa da taxa de contágios. Está igualmente previsto que, quando isso acontecer, não será necessária uma quarentena de 14 dias para os cidadãos provenientes de países da União Europeia. A melhor forma de verificar a existência de informação actualizada é através desta página do Ministério alemão.

O que poderemos encontrar? Neste momento, o clima é relativamente normal na Alemanha. Dependendo do estado, encontrarás mais ou menos estabelecimentos em funcionamento, mas quase todos eles estão prontos para iniciar a sua actividade. A utilização de máscara é obrigatória para os transportes públicos.

Desde o dia 20 de Abril que o país tem vindo a flexibilizar as suas restrições, embora continue a incentivar as pessoas a restringir as viagens e as reuniões. Por isso, se estás a pensar viajar para a Alemanha este verão, após a crise do coronavírus, é provável que encontres restaurantes, hotéis e lojas abertos. Os eventos com muita gente, como festivais, provavelmente não acontecerão antes de Setembro.

A Alemanha é um dos países europeus com a taxa de mortalidade por Covid-19 mais baixa . O número de casos activos começou a diminuir no início do mês de Abril.

Mais informações aqui.

jovem turista visita a alemanha

Será possível viajar para a Áustria no Verão de 2020?

As suas cidades imperiais e paisagens montanhosas são atrações poderosas que nos fazer querer viajar para a Áustria este Verão, após a crise do coronavírus. No entanto, é necessário ver como evolui a situação antes de começares a planear a viagem.

Neste momento, só podes viajar para a Áustria a partir de outros países do espaço Schengen se apresentares um atestado médico que prove que deste negativo no teste de Covid-19, feito no máximo 4 dias antes da viagem. No entanto, é obrigatória uma quarentena de 14 dias. É esperado que depois de 15 de Junho comecem a abrir algumas das suas fronteiras sem estas restrições, como a que existe com a Alemanha, mas teremos de esperar para ver o que acontece com o resto dos países. Parece que será também estabelecido um corredor sanitário com a Suíça e o Liechtenstein.

As lojas, restaurantes e museus começaram a funcionar em meados de Maio e, a partir do dia 29 do mesmo mês, podem abrir hotéis e outros espaços de entretenimento, como piscinas. Além disso, desde 18 de Maio, os comboios de curta, média e longa distância estão a funcionar normalmente. A utilização de máscaras é obrigatória nos transportes e nos edifícios públicos. Além disso, não são permitidas reuniões de mais de 10 pessoas em espaços públicos.

Mais informações aqui.

vista aérea do palacio schonbrunn

É possível viajar para a Bélgica no Verão de 2020?

Bruxelas, Bruges, Gand, Antuérpia… Todas elas são jóias europeias que certamente gostarias de conhecer. No entanto, terás de esperar um pouco para ver se podes viajar no Verão devido à crise do coronavírus. Até ao dia 15 de Junho não se podia viajar para a Bélgica, a menos que fosse por uma razão essencial. Neste momento, não se conhecem informações sobre a abertura das fronteiras.

Depois de um duro confinamento, o país começou a reabrir a partir do início de Maio. Muitas lojas e museus abriram as suas portas, bem como escolas, mas com uma capacidade limitada. Por outro lado, festivais importantes como o Tomorrowland são cancelados e nenhum pode ser realizado até depois de 31 de Agosto.

Mais informações aqui.

mulher de mascara espera num aeroporto

É seguro viajar para a Croácia este Verão?

As praias e os parques nacionais da Croácia serão óptimos para te desligares depois de tanto tempo em casa, mas será que podemos ir? Parece que vais poder viajar para a Croácia no verão de 2020 porque o país está determinado a impulsionar o turismo.

A 11 de Maio começaram a operar os seus voos domésticos e muitos hotéis, restaurantes, lojas, praias, parques e museus estão à espera dos seus primeiros visitantes. A circulação no país é permitida e a rede de transportes está a funcionar quase normalmente. De facto, desde 9 de Maio, os cidadãos da República Checa, Eslováquia, Hungria, Áustria, Estónia, Letónia, Lituânia, Polónia, Eslovénia e Alemanha estão autorizados a entrar na Croácia sem quarentena. O único requisito é ter uma reserva de hotel confirmada e fornecer os dados de contacto.

Teremos ainda de esperar um pouco para ver se nós, portugueses, poderemos viajar para a Croácia no verão, depois do Covid-19, mas a situação parece favorável. Além disso, é um dos países que lidou melhor com a pandemia do coronavírus. Desde 13 de Maio, o número de pessoas infectadas não é superior a um dígito.

Mais informações aqui.

Será possível viajar para a Eslovénia durante o Verão?

Queres ver o maravilhoso Lago Bled com os teus olhos? Talvez, depois do coronavírus, queiras viajar pela Europa este verão e a Eslovénia esteja no topo da tua lista. O país europeu declarou o fim da epidemia a 15 de Maio, tornando-se no primeiro Estado da UE a fazê-lo.

A situação neste canto da Europa é relativamente normal. As viagens são permitidas, os transportes públicos funcionam (embora o uso de máscaras seja obrigatório), lojas, restaurantes, museus e outras atracções turísticas estão abertos. Os alojamentos com menos de 30 quartos e parques de campismo estão abertos, embora existam restrições temporárias para piscinas, discotecas e clubes nocturnos. Também não são permitidas reuniões de mais de 50 pessoas.

Mais informações aqui.

Viajar para França no Verão, após o coronavírus

A Torre Eiffel parece que não verá turistas estrangeiros pelo menos até 15 de Junho, quando se prevê a abertura das fronteiras de França com a Suíça e a Alemanha. Ainda tens de esperar para ver se podes viajar de outros países para França no verão, mas este país já começou o seu processo de desescalada e parece pronto a retomar o turismo para salvar a estação do verão.

Grande parte do país está em “estado verde”, pelo que as escolas abriram a partir de meados de Maio e os bares, restaurantes e cafés abriram no dia 2 de junho com algumas restrições. Também podem abrir praias, parques, lagos e museus. No entanto, não há planos para a reabertura dos alojamentos antes de 22 de Junho e terás de estar atento ao que acontece na chamada “zona laranja”, que inclui Paris, e que demorará mais tempo a regressar à normalidade. Viajar de carro para França no verão não parece impossível, mas provavelmente não será possível até, pelo menos, Julho.

Mais informações aqui.

canais de colmar

É possível viajar para a Grécia no Verão de 2020?

Descansar nas ilhas gregas depois dos tempos difíceis com o coronavírus soa bastante bem, mas será que vamos poder viajar pela Europa neste verão de 2020? Bem, parece que talvez o possamos fazer a partir de Julho.

O confinamento da Grécia teve início a 23 de Março e, pouco a pouco, as restrições foram sendo levantadas. Desde 11 de Maio, muitas empresas abriram as suas portas e, no dia 1 de Junho foi a vez dos museus, cinemas e hotéis ao ar livre. A partir de 15 de Junho, o alojamento sazonal também poderá reabrir. Além disso, foi restabelecido o transporte para as ilhas, dando àqueles que querem viajar pela Europa depois do coronavírus a oportunidade de se anteciparem.

O tráfego aéreo dentro do país é permitido, mas apenas o aeroporto de Atenas recebe voos internacionais, sendo obrigatório realizar um teste para detectar o Covid-19 à chegada. Mesmo que o teste seja negativo, é obrigatória uma quarentena de 14 dias. Pensa-se que, a partir de 1 de Julho, os voos internacionais poderão ser recebidos em todos os aeroportos, mas ainda não se sabe exactamente quais os procedimentos que terão de ser cumpridos. Neste momento, só os cidadãos búlgaros podem entrar por via terrestre, todas as outras fronteiras terrestres estão fechadas.

É possível viajar para a Grécia via Covid-19? O Governo grego afirmou que permitirá a entrada de pessoas provenientes da Albânia, Austrália, Bulgária, China, Croácia, Chipre, República Checa, Dinamarca, Estónia, Finlândia, Alemanha, Hungria, Israel, Japão, Letónia, Líbano, Lituânia, Macedónia, Malta, Montenegro, Nova Zelândia, Noruega, Roménia, Sérvia, Eslováquia, Eslovénia e Suíça. Trata-se de uma restrição por ponto de origem e não por nacionalidade. Disse ainda que esta lista será alargada nas próximas semanas para permitir a entrada de mais pessoas a partir de 1 de Julho. Neste caso, o governo não exigirá os requisitos de teste e quarentena, mas esta informação ainda está pendente de confirmação.

Enquanto esperas, não percas este artigo sobre as 10 experiências que não deves perder em Atenas na tua próxima viagem.

Mais informações aqui.

panoramica da cidade de atenas com o partenon ao fundo

Será uma boa ideia viajar para a Islândia no Verão, depois do coronavírus?

A Islândia foi um dos primeiros países da Europa a anunciar a abertura das suas fronteiras este verão, para incentivar o turismo. Portanto, se estás a pensar viajar pela Europa e esquecer o coronavírus, a ilha oferece uma boa oportunidade.

A partir de 15 de Junho qualquer pessoa pode viajar para a Islândia, mas terá de fazer um teste gratuito de Covid-19 à chegada ou apresentar um certificado emitido por um organismo reconhecido pelo governo. Além disso, terás de instalar uma aplicação de localização, Rakning C-19, no teu telemóvel. No caso de um teste positivo, terás de ser submetido a uma quarentena de 14 dias, embora ainda não se saiba como esta será efectuada.

Do que estás à espera para te decidires a viajar pela Islândia no verão de 2020? Neste momento, a maioria das empresas está aberta. Até as escolas e universidades estão a dar aulas. Na fase 2 da desescalada, onde se encontram agora, são permitidas reuniões com menos de 200 pessoas e muitas restrições estão a ser flexibilizadas.

Mais informações aqui.

Viagem a Itália em tempo de coronavírus

Que tal um passeio romântico por Veneza? Ou talvez uma escapadinha tranquila para Roma? Viajar para Itália é quase uma realidade porque o Primeiro-Ministro Giuseppe Conte anunciou que os viajantes de países da União Europeia, do Acordo de Schengen, do Reino Unido, de Andorra e do Mónaco podem entrar no país desde o dia 3 de Junho. A partir deste dia, também é permitida a circulação entre diferentes regiões italianas. Não serão necessários testes ou quarentena.

Se te questionas como será viajar para Itália em tempos de coronavírus, embora a situação possa mudar a qualquer momento, o país está a fazer uma desescalada gradual desde 18 de Maio. Neste momento os hotéis, museus, bares, restaurantes, lojas, parques, piscinas, praias, monumentos, teatros, cinemas, salas de concertos e outros espaços estão abertos, embora haja limites de capacidade.

Os transportes internos para viajar por Itália no Verão de 2020 também estão a funcionar, mas não te podes esquecer que a utilização de máscaras é obrigatória nestes e noutros espaços fechados.

Mais informações aqui.

escadaria e fonte da praça de espanha

Será possível viajar para a Noruega no Verão?

Parece que os belos fiordes noruegueses não terão muitos visitantes este verão. Ainda não se sabe ao certo, mas em princípio só os turistas vindos da Dinamarca poderão viajar para a Noruega este Verão, depois do coronavírus. O Governo norueguês anunciou que estes turistas poderão entrar no país a partir de 15 de junho e que talvez os visitantes de outros países nórdicos também o possam fazer. No entanto, não deves perder a esperança, uma vez que o governo também indicou que antes do dia 20 de Julho serão anunciadas as novas possibilidades de entrada na Noruega .

As restrições de mobilidade na Noruega estão a diminuir. Desde 11 de Maio as escolas, os restaurantes e bares estão abertos, assim como os hotéis. São permitidas reuniões privadas até um máximo de 50 pessoas e ao ar livre até um máximo de 20 pessoas.

Se já estás a esfregar as mãos e queres viajar para a Noruega, podes começar por ler as nossas dicas de viagem para a Noruega.

Mais informações aqui.

Será possível viajar para os Países Baixos no Verão?

Amesterdão é uma das cidades mais interessantes da Europa, mas ainda não temos a certeza se poderemos viajar para os Países Baixos este Verão. Neste momento é possível viajar para os Países Baixos, mas alguns países ainda são considerados zona de alto risco, pelo que terás obrigatoriamente de preencher um formulário sobre o teu estado de saúde para poderes voar e fazer uma quarentena de 14 dias à chegada.

Como será viajar nos Países Baixos este Verão? O país está a regressar lentamente à normalidade e, desde 11 de Maio, estão a abrir escolas primárias e secundárias. No dia 1 de Junho, começaram a funcionar restaurantes, bares, cafés, museus, monumentos, teatros, cinemas e salas de concertos, mas com limitações. Neste dia, os transportes públicos também começaram a funcionar, mas apenas 40% dos lugares podem ser ocupados e o uso de máscaras é obrigatório. Os parques de campismo e estâncias de férias podem abrir no dia 1 de Julho.

Mais informações aqui.

amesterdao na holanda

Será viável viajar para o Reino Unido?

Caso estivesses a pensar visitar Londres ou fazer um roteiro pela Escócia, ainda vais ter de esperar, pois ainda não se sabe se poderemos viajar para o Reino Unido este verão de 2020. Desde o dia 8 de Junho deves indicar o motivo da tua viagem, fornecer todos os dados de contacto no país e permanecer em quarentena durante 14 dias. Esta quarentena só pode ser evitada em casos muito precisos, que são aqui indicados. O Governo indicou que irá rever esta medida de três em três semanas.

Mais informações aqui.

parlamento e big ben com rio tamisa em primeiro plano

Este artigo foi actualizado pela última vez a 1 de Junho. A informação estava correcta no momento da publicação. Embora aqui IATI façamos o nosso melhor para a manter actualizada, dada a natureza mutável desta crise, recomendamos que consultes os conselhos de viagem das autoridades sanitárias portuguesas e do país que queres visitar.

Lembra-te que TODAS as apólices de seguro de viagem da IATI cobrem, no caso de necessitar de assistência para o coronavírus quando viajar na Europa, despesas médicas, hospitalização, transporte médico e repatriamento.

 

Artigo traduzido por Susana Almeida

Conteúdo Relacionado