Génova é uma cidade italiana, capital da Líguria e é repleta de história, pois foi muito importante na época das Grandes Navegações! E neste artigo, a Iati Seguros de Viagem leva-te a navegar pela terra de Cristóvão Colombo.

Como chegar a Génova?

Poderás chegar a Génova por comboio, carro, avião ou barco, mas sendo uma cidade portuária, Génova é visitada anualmente por milhares de turistas que viajam a bordo dos cruzeiros ou que se iniciarão nessa fantástica aventura. Além disso, é um bom ponto de chegada para quem pretende visitar as Cinque Terre e Portofino.

O tempo de estadia ideal para esta cidade são dois dias, mas caso viajes apenas com menos de 24 horas, deverás visitar alguns dos melhores pontos turísticos de Génova.

Praça Fonte Génova

O que visitar em Génova?

A maioria das suas atrações encontram-se concentradas no centro histórico, que poderás percorrer facilmente a pé. A Iati Seguros selecionou para ti algumas das melhores atrações turísticas de Génova.

Começa a tua visita pelo Porto Antico de Génova: o coração da cidade! É aqui que embarcam e desembarcam diariamente milhares de pessoas que se encontram a bordo dos grandiosos cruzeiros. À tua volta encontrarás várias embarcações magnificas e luxuosas, assim como restaurantes e pequenas lojas. Neste porto irás encontrar o Galeão Neptuno, o barco que serviu para as filmagens do filme “Piratas” em 1986, o Aquário di Genova que é um dos pontos turísticos mais apreciados na cidade e visitado anualmente por muitos turistas por ser o maior aquário de Itália, seguido da Biosfera, uma espécie de jardim botânico com animais à mistura, o famoso elevador panorâmico Bigo e, por último e não menos importante, a Lanterna ou Farol!

Lanterna Farol Génova

É a partir daqui que também podes comprar um passeio de barco até Portofino. Existe também a possibilidade de subires de funicular até à parte mais alta da cidade e contemplares uma vista panorâmica sobre Génova.

Desfruta desta movimentada zona, come um gelado ou uma focaccia genovense e continua a tua descoberta pelo centro de Génova.

Segue com a tua caminhada para a Via San Lourenzo, onde encontrarás o Duomo de Génova: a Catedral de São Lourenço. Com uma arquitetura emblemática, esta catedral é a mais bonita da cidade. Foi construída em 1098 e apresenta uma mistura de estilo românico, gótico, barroco e neoclássico que lhe conferem o seu aspeto imponente. Uns metros mais à frente, na Piazza Matteoti encontra-se a Igreja de Jesus, uma das entradas do Palazzio Ducalle e vários artistas plásticos que animam as ruas. A outra entrada do Pallazio Ducalle fica voltada para Piazza de Ferrari, uma das praças mais bonitas da cidade que acolhe um belo chafariz. Nesta zona encontrarás vários edifícios modernos com estilo neoclássico como, por exemplo, o Teatro da Ópera.

Mas se queres ver palácios, a Via Garibaldi e a Via Balbi farão as delícias desta tua visita. Na primeira, existem catorze palácios de grande valor histórico, cultural e artístico, outrora construídos por grandes navegadores genovenses. Aprecia os palácios Bianco e Rosso, voltados de frente um para o outro. Na via Balbi existem menos palácios, mas os que lá estão são bastante imponentes. O mais importante é o Palácio Real, antiga residência dos reis de Savóia.

Se vires uma fila enorme de turistas perto da Porta Suprano, uma das mais antigas portas de entrada na cidade, verás que aguardam a oportunidade para uns clicks na Casa de Cristóvão Colombo. Apesar de não existirem registos do local de nascimento e dos primeiros anos de infância de Cristovão Colombo, acredita-se que nasceu em 1451 em Génova e que viveu alguns anos nesta casa humilde. Hoje em dia está em ruínas, é um museu aberto ao público e é um dos pontos turísticos mais importantes de Génova. No mesmo terreno encontram-se as ruínas do Convento de Sant’Andrea.

O que comer em Génova?

Como o tempo é curto e exige alguma agilidade para conseguires conhecer as atrações mais importantes da cidade, deixa uns minutos para provares algumas iguarias genovenses, tais como: Focaccia, o molho pesto e um belo prato de peixe fresco.

 

Artigo escrito por: Gato Vadio Travel Blog

Conteúdo Relacionado