A Ilha da Madeira é atualmente conhecida por ter dado ao mundo o melhor jogador de futebol. Mas a Ilha é muito mais do que o berço de Cristiano Ronaldo.

O Arquipélago da Madeira é composto por 4 grupos de ilhas: Madeira, Porto Santo, Desertas e Selvagens. E apenas a Madeira e Porto Santo são habitadas.

Deixamos-te algumas sugestões para que possas tirar o melhor partido da tua estadia.

Sabes que a Iati Seguros tem seguros específicos para os diferentes tipos de viagem? Se tens dúvidas sobre qual o seguro de viagem mais adequado à viagem que vais fazer contacta-nos e nós ajudamos-te a escolher.

vista panoramica da ponta de são lourenço

O que ver e conhecer na ilha da Madeira

A ilha da Madeira É dividida em 4 localidades. Funchal (a capital), Costa Norte (Porto Moniz, São Vicente, Santana), Costa Sudeste (Santa Cruz e Machico) e Costa Sudoeste (Câmara de Lobos, Ribeira Brava, Ponta do Sol e Calheta).

Visitar o Museu CR7 (Funchal)

Para começar, já que estamos na terra de Cristiano Ronaldo, nada melhor do que começar por visitar o museu dedicado ao craque do futebol. O museu fica situado no centro do Funchal, na Praça do Mar.

Aqui podes ficar a conhecer a história de vida do jogador através de fotos e vídeos. O museu conta ainda com a estátua de cera do jogador e vários troféus individuais e coletivos. Entre eles, as botas e bolas de ouro ganhas pelo craque.

Andar nos Carros de Cesto do Monte – Carreiros do Monte (Funchal)

dois homens empurram um carro de cesto com turistas

O Monte é uma das 10 freguesias que pertencem ao concelho do Funchal. Está situado a uma altitude de 550 metros e é uma das freguesias mais visitadas no Funchal. Aqui tens a oportunidade de fazer uma viagem nos típicos carros de cesto.

Estes carros são feitos em vime e montados em dois patins de madeira. São tradicionalmente produzidos de forma artesanal, desde o inicio do século XIX. Eram utilizados como meio de transporte público pela população local, para se deslocarem da freguesia do Monte até à cidade do Funchal.

Hoje em dia os carros de cesto são usados exclusivamente para o turismo, e é uma ótima forma de viver emoções fortes. Ao longo de quase 2 kms, a uma velocidade que pode atingir os 38 kms por hora, por estradas estreitas e sinuosas.

Os carros são empurrados e manobrados por dois condutores, os Carreiros, que usam o traje típico da Ilha da Madeira. Camisa e calças brancas, chapéu de palha, e botas com sola de borracha. Estas últimas utilizadas também como travão do carro de cesto.

O percurso para chegar ao Monte pode ser feito de carro, ou de teleférico. O que por si só também é uma experiência fantástica. O teleférico liga o Funchal ao Monte a ao Jardim Botânico.

A descida nos carros de cesto faz-se desde o final da escadaria da Igreja da Nossa Senhora do Monte, até ao Livramento.

Visitar a Igreja Nossa Senhora do Monte (Funchal)

Não deixes de visitar a igreja de Nossa Senhora do Monte, a padroeira da Ilha. E onde se encontra o túmulo de Carlos de Habsburgo, o último imperador da Áustria, e que viveu na Ilha da Madeira.

Provar a Gastronomia Típica da Ilha

tipico bolo do caco com chapeu da madeira ao lado

A gastronomia típica da Ilha da Madeira é riquíssima. E existem algumas iguarias que não podes mesmo deixar de provar. Reserva algum espaço na mala para trazeres algumas delas para casa.

Bolo do Caco com Manteiga de Alho – O Bolo do caco é na realidade um pão, que deve o seu nome à pedra (caco) onde era originalmente cozido. É confecionado com farinha de trigo e tem um formato redondo e achatado. Deve ser comido quente e com manteiga de alho.

Espetada de Carne de Vaca – A famosa espetada madeirense  é feita com carne de vaca cortada em cubos e assada em espeto de pau de louro acompanhada com milho frito.

Bolo de Mel – Este é mesmo um bolo e se estas a pensar trazer alguns contigo no regresso da viagem, atenção ao peso da bagagem porque estes bolos chegam a pesar 1 kg. Tal como o nome indica é feito de mel. Este mel vem da cana-sacarina, que é processado nos engenhos que também podes visitar na ilha. Segundo a tradição, o Bolo de mel deve ser preparado no dia 8 de dezembro, dia de nossa Senhora da Conceição, para ser comido no Natal. E tem a particularidade de se conservar durante um ano.

Poncha e Vinho Madeira – A Poncha é uma bebida confecionada à base de aguardente de cana, mel e limão. O famoso vinho Madeira pode ser degustado como aperitivo ou digestivo. Se visitares a ilha em finais de agosto e inicio de setembro tens ainda a oportunidade de participar nas vindimas da Festa do Vinho Madeira.

Filetes de Espada – Os filetes de peixe espada preto são um dos pratos de peixe mais apreciados da gastronomia madeirense

Rebuçados de Funcho e Eucalipto –  O funcho é uma planta muito abundante na  ilha e que deu origem ao nome Funchal.

Conhecer os Miradouros

miradouro do veu da noiva

A Ilha da Madeira é rica em miradouros. E todas eles proporcionam uma vista fantástica sobre a ilha. Dos muitos que existem deixamos-te dois que são de visita obrigatória.

Miradouro do Véu da Noiva (Porto Moniz) – O miradouro do Véu da Noiva está situado na antiga estrada que liga o Seixal a São Vicente. Através desse miradouro temos uma das mais belas paisagens da costa norte da Madeira, a cascata do véu da noiva. Esta cascata faz lembrar o véu de uma noiva, pela altura e água que cai pela encosta.

Miradouro do Cabo Girão (Câmara de Lobos) – O Cabo Girão é o promontório mais alto da Europa e o segundo do mundo. Desde 2012 que o Miradouro tem uma plataforma de vidro suspensa (skywalk), que é um desafio constante para o nosso cérebro.

Visitar o Curral das Freiras (Câmara de Lobos)

nevoeiro numa estrada perto do curral das freiras

O Curral das Freiras situa-se num vale profundo. Foi para lá que as freiras do convento de Santa Clara fugiram quando os corsários franceses invadiram a ilha. Aqui podes provar a ginja do curral e a sopa de castanhas, típicas desta freguesia.

Assistir ao nascer do sol no Pico Ruivo (Santana)

O Pico Ruivo é o ponto mais alto do arquipélago da Madeira. Assistir aqui ao nascer do sol é uma experiência inesquecível.

Fazer o percurso pedestre de uma Levada

levada num bosque da madeira

As levadas são canais de irrigação escavados nas rochas. E que têm como função levar a água do norte para o sul da ilha. Este sistema de irrigação começou a ser construído no século XVI. Os percursos pedonais recomendados na Madeira são classificados como Pequenas Rotas (PR). No site oficial do turismo da Madeira podes encontrar todos os percursos recomendados, e classificados com nível de dificuldade, tempo de duração e descrição do percurso, para que se saiba à partida o que vamos encontrar ao iniciar determinado percurso.

Visitar a Reserva Natural Parcial do Garajau (Santa Cruz)

Se gostas de mergulho não podes perder uma visita à reserva natural parcial do Garajau. Este é um dos principais destinos mundiais para a prática de mergulho. Integrada na Reserva está a praia do Garajau, e o acesso à praia pode ser feito através do teleférico, situado na Zona da Ponta do Garajau, onde está a estátua do Cristo Rei. A entrada na praia é gratuita mas o teleférico é pago.

Visitar as Piscinas Naturais de Porto Moniz (Porto Moniz)

piscinas de porto moniz

Estas são piscinas de água salgada, formadas por rochas vulcânicas, e onde o mar entra sem a intervenção humana. São por isso piscinas naturais. É possível tomar banho nestas piscinas. E existem cada vez mais infraestruturas de apoio aos visitantes.

Autora: Lovely Lisbonner

Relacionados