A planear o que visitar em Évora? Esta cidade é um dos principais municípios da região do Alentejo, sendo considerada a capital do centro-sul de Portugal.

Circundada por vastas planícies alentejanas, a cidade surge no alto de uma pequena colina, onde vários monumentos históricos e heranças imateriais foram consagradas património da Humanidade pela UNESCO.

Neste artigo, levamo-o a descobrir esta soalheira cidade, onde será envolto na tranquilidade que ansiava todo o ano. Se vai fazer uma roadtrip pelo Alentejo, não se esqueça de contratar um seguro de viagem e prepare-se para descansar numa das mais belas regiões lusitanas!

O que visitar em Évora

Esta cidade, em tempos, foi alvo de várias invasões – romanas, visigodas, muçulmanas e cristãs. No seu rasto, foram deixadas ruínas da antiguidade clássica, toponímia de influência mourisca e fortalezas muralhadas.

Assim, a sua herança cultural foi determinante para desvendar a história da região, e é por isso que a lista de atrações imperdíveis envolve mais património cultural do que natural. Continua a ler para descobrires o o que visitar em Évora.

Poderá começar a visita a Évora pela subida da histórica rua 5 de outubro, com pequenos comércios e varandas floridas, que culmina no centro histórico da cidade. Igualmente, também recomendamos uma visita guiada, para conhecer em detalhe os traços culturais da região.

 

O que visitar em Évora?

Catedral da Sé, Évora

Catedral da Sé

Os traços arquitetónicos da Catedral da Sé de Évora é um reflexo da riqueza de Évora no período medieval. É notória a transição do gótico, para uma forte incorporação de ampliações românicas.

Ora, na sua visita, suba a escada espraiada até ao cimo, e não perca as vistas panorâmicas do terraço da catedral. Deslumbre-se com um dos maiores exemplos de uma catedral portuguesa fortificada, que é símbolo da reconquista das cruzadas cristãs à invasão árabe.

Deixamos-lhe mais uma pista: descubra as diferenças entre as duas torres assimétricas da catedral!

Horário e entrada: geralmente aberta das 9h às 12h e das 14h às 17h. A entrada custa 1,50€ e a passagem para o terraço custa 2,50€.

Vistas panorâmicas, Catedral da Sé, Évora

Templo Romano de Évora

Com quase 2000 anos de existência, o Templo Romano é um must-see da cidade, constituindo uma das mais importantes ruínas históricas de Portugal.

O Templo Romano foi construído no séc. I para prestar homenagem ao imperador Augusto, e desde essa data, assistiu à passagem de diversos povos. Tendo sido destruído à chegada dos Bárbaros, o templo foi recuperado no séc. XIX, numa das primeiras intervenções para a preservação do património arqueológico português.

Recentes escavações revelaram que este templo foi, em tempos, rodeado por um pórtico e um espelho de água. Hoje em dia, poderá não parecer tão atraente à primeira vista, mas tente absorver todos os anos de História a que este templo assistiu!

Uma curiosidade: durante muitos anos, este foi conhecido como o Templo de Diana, em honra da deusa romana da caça.

Horário e entrada: este monumento é de acesso público. Sugerimos, no entanto, visitá-lo no decorrer de uma visita guiada à cidade.

Templo Romano de Évora

Museu de Évora

Neste museu, encontrará importantes núcleos de arte e arqueologia, assim como uma coleção de História Natural e de objetos científicos. Destaca-se uma coleção de pintura do séc. XV ao XX, com destaque para autores portugueses e pinturas pertencentes a núcleos religiosos extintos.

Existem ainda secções escultura, mobiliário, numismática e ourivesaria. Deixe-se inspirar com as manifestações artísticas da região, e seus antepassados!

Horário e entrada: Aberto das 10h às 18h. A entrada ronda os 4€ por pessoa.

Cromeleque dos Almendres, Évora

Centro Interpretativo dos Almendres

Este centro não se situa no centro da cidade de Évora, situa-se a cerca de 12 quilómetros, mas é uma visita altamente recomendada a qualquer visitante da região. Vale a pena o desvio!

Datado do neolítico e classificado como Monumento Nacional, o Cromeleque dos Almendres tem um aspecto de stonehenge. Contudo, apresenta uma história única e fundamental para compreensão da herança cultural do Alentejo. Se é um amante de arqueologia, esta visita é imperdível, se está à procura do que visitar em Évora.

Horário e entrada: perto das 10h às 18h. Valor acessível, sob consulta.

Praça do Giraldo em Évora

Praça do Giraldo

Em Évora, tal qual a sua belíssima tradição romana, todos os caminhos vão dar à Praça do Geraldo!

Construída em homenagem a Geraldo Geraldes, o Sem Pavor, que conquistou Évora em 1167. O seu chão enaltece a calçada portuguesa, e em seu redor, encontrará o famoso Café Arcada, a Papelaria Nazaré, e outros pitorescos pequenos comércios.

 

É também aqui que se encontra um Posto de Turismo, se desejar informações adicionais. Finalmente, atente nos românticos candeeiros espalhados pela Praça, que sustentam o brasão da cidade no seu topo!

Capela dos Ossos em Évora

Capela dos Ossos

Se sair de Évora sem visitar a Capela dos Ossos, certamente, ao chegar a casa, vão comentar que perdeu um dos melhores monumentos da cidade! Esta capela está inserida no complexo da Igreja de São Francisco, e tem características tão bizarras quanto encantadoras.

A Capela foi construída no séc. XVII, segundo a página oficial, “com a intenção de provocar pela imagem a reflexão sobre a transitoriedade da vida humana e o consequente compromisso de uma permanente vivência cristã”! Ora, as suas paredes estão revestidas de milhares de ossos e crânios.

Em contraste, os frescos do tecto abobadado têm símbolos bíblicos e instrumentos da Paixão de Cristo. À saída, irá encontrar um painel assinado por Siza Vieira, que “contrapõe à alusão da morte o milagre da vida”.

Horário e entrada: Aberto das 9h às 17h. Valor ronda os 2€ por pessoa.

Em conclusão, deixamos uma última recomendação: esta zona tem tradição enogastronómica, artesã e tapeceira. Não se esqueça de levar para casa pitorescas peças de artesanato e de marcar uma visita a uma adega local!

Como chegar a Évora no Alentejo

Como chegar a Évora

Uma vez que a cidade é muito deslocada dos grandes centros metropolitanos, a melhor recomendação será dirigir-se à cidade de carro.

  • Desde Lisboa, deverá seguir a A6 em direção a Espanha-Évora-Santarém, saindo na saída nº5.
  • Desde Espanha, siga a A6, e logo após passar Badajoz, saia na saída nº6 para Évora.

A planear uma roadtrip de carro pela Península Ibérica? Não se esqueça de contratar o seguro IATI Escapadinhas!