Fazer uma viagem ao Egito que inclua um cruzeiro no rio Nilo, é sem dúvida a viagem de uma vida. Quem nunca ouviu falar de Cleópatra? ou sonhou visitar as pirâmides e o túmulo de Tutancamon? Visitar o Egito é respirar história e cultura. É ficar deslumbrado com cada monumento, e incrédulo com as magníficas construções da época dos faraós.

O país já foi alvo de alguns acontecimentos violentos, pelo que ao viajar para este país, os cuidados com a segurança devem ser uma das tuas prioridades e a contratação de um seguro de viagem torna-se indispensável. Na Iati Seguros somos especialistas, e ajudamos-te a escolher o seguro mais adequado à viagem que vais fazer. É só entrares em contacto connosco e estamos prontos para te ajudar.

entrada do templo de abu simbel

Porquê fazer um Cruzeiro no Nilo?

Fazer um cruzeiro vai-te permitir conhecer vários locais e monumentos históricos, enquanto percorres aquele que é um dos Rio mais longo do mundo e com uma história riquíssima. Vais ter a experiência de passar pela comporta de Esna, onde o navio fica parado vários minutos à espera que o nível da água do Nilo iguale o nível da água do outro lado. Enquanto isso vendedores em pequenos barcos aproximam-se do navio e atiram roupa enroladas em sacos, enquanto vão gritando pelos turistas. Os sacos vão caindo no deck do navio e quando nos aproximamos os vendedores dizem o preço. Se não quisermos atiramos os sacos de volta, se quisermos um dos funcionários do navio leva-lhes o dinheiro.

O Itinerário

O cruzeiro pelo rio Nilo dura 3 dias de navegação, entre Luxor e Assuão. A viagem que fizemos teve a duração de 8 dias e começou e terminou no Cairo. Como é aconselhável viajar para este país através de uma agência de viagens, por questões de segurança, o cruzeiro está inserido numa viagem mais ampla ao Egito. O que te permite conhecer mais locais antes e depois do cruzeiro.

Resumidamente, visitámos o Cairo, Luxor, Esna, Edfu, Kom Ombo, Assuão e Abu Simbel.

templo de kom ombo e navios de cruzeiro no nilo

Como é feita a deslocação dentro do país?

Voamos até ao Cairo (onde passámos 3 dias). Depois seguimos novamente de avião do Cairo para Luxor, onde embarcamos no navio. De Luxor até Assuão foram 3 dias, em que passamos por Esna, Edfu e Kom Ombo. De Assuão viajámos de autocarro para Abu Simbel. De Abu Simbel viajámos de avião para Assuão, e de Assuão viajámos novamente de avião para o Cairo. E do Cairo para Lisboa. Cansados? Não se esqueçam que isto foi ao longo de 8 dias e com muitas visitas pelo caminho. O descanso foi pouco, mas voltamos cheios de memórias maravilhosas para partilhar.

A Bordo

O embarque é feito em Luxor. Existem navios de várias categorias, nós ficamos num de 5 estrelas e foi tudo muito bom. As refeições são self-service e em regime de pensão completa (as bebidas são pagas à parte). Fomos acompanhados durante toda a viagem por um guia, que nos acompanhou desde o embarque no navio (e também ficou no navio), até ao fim da viagem. As refeições incluídas eram o pequeno almoço, o almoço, o lanche e o jantar.

O deck do navio tinha uma piscina pequena e um jacuzzi e uma zona de solário com espreguiçadeiras. A evitar nas horas de maior calor, dependendo da época do ano em que se viaje. Depois do jantar podem assistir a espetáculos típicos, participar em jogos ou dançar na discoteca/bar do navio.

vendedores em pequenos barcos azuis no nilo

Curiosidades e Dicas para um cruzeiro no Nilo

Roupa

A tripulação do navio é masculina e estando num país árabe é aconselhável alguns cuidados a ter com a escolha da indumentária. Não apenas dentro do navio, mas também nas visitas que vão fazer nas cidades. Embora o navio tenha piscina não devem andar de biquíni a não ser mesmo na zona da piscina. Evitar sempre roupa com decotes, e ombros ou pernas à mostra. Por uma questão de respeito com a cultura do país, e também devido ao calor que se faz sentir. E que em algumas alturas pode chegar à sensação térmica de 50 graus, é por isso aconselhável vestirem roupa leve e fresca que vos cubra a maior parte de pele possível, evitando assim possíveis queimaduras. Nunca esquecer o chapéu e o protetor solar. Há dias que vais andar bastante, calçado confortável é indispensável.

Mantém-te Hidratado

Beber sempre muita água. Se tiverem alguma quebra de tensão por causa do calor, as bebidas açucaradas também podem ajudar.

panoramica da entrada da tumba de hatchepsut

Atracar nos Portos

Em alguns Portos não há espaço suficiente para todos os navios atracarem. Então os barcos atracam em paralelo uns aos outros e tens de passar por dentro de outros navios até chegar ao teu. Uma solução engenhosa sem dúvida.

Templos e Atividades

Existem vários templos e atividades que não podes perder. Fazemos aqui um resumo das 3 que consideramos as mais emblemáticas da viagem. E mais algumas sugestões no final. É aqui que te vais sentir dentro de um filme da Cleópatra.

Passeio de Faluca pelo Nilo

faluas e barcos no nilo ao atardecer

Este é um dos passeios mais tradicionais que podem fazer. Uma Faluca é uma embarcação típica, rudimentar, movida a vento. Aqui também vão aparecer vendedores em pequenos barcos.

Visita ao Interior das Pirâmides

panoramica da esfinge e piramide de Keops no egipto

Se sofrem de claustrofobia não recomendo. O espaço é apertado até chegarem aos túmulos, têm de ir sempre agachados, o calor é imenso e é difícil respirar lá dentro. Cá fora vendem garrafas de água geladas que lá dentro ficam quentes…

Templo de Karnak

estatuas no templo de karnak

Neste magnífico templo há a possibilidade de, para além de o visitar durante o dia, fazer também uma visita opcional à noite com um espetáculo de luz e som. Onde a história do templo é contada por um narrador e o som propagado pelo templo através de altifalantes.

Para além destes existem ainda outros templos e museus que também merecem uma visita. O museu do Cairo, O Vale dos Reis, Visita à Esfinge, os templos de Luxor, Hatchepsut, Edfu, Kom Ombo, Philae o Obelisco Inacabado de Assuão, e os museus de Ambu Simbel talhados nas rochas. A visita a uma casa de papiros e a uma casa de alabastros.

Esta é a viagem de uma vida.

Se continuas com algumas dúvidas sobre se viajar ou não para o Egipto, não deixes de ler o nosso artigo sobre a segurança no Egipto neste momento.

Autora: Sónia Justo – Lovely Lisboner

Relacionados