Singapura é uma cidade-estado cosmopolita que se tornou independente de Inglaterra em 1965, e hoje é um dos principais centros económicos do Mundo.

Se estás a visitar Singapura de mochila, ou com um orçamento mais humilde, fica a saber que não é tão grande como outros países asiáticos, e que podes visitar vários lugares interessantes. Hoje deixamos-te um resumo sobre algumas das coisas que poderás encontrar por lá e que não deves deixar de visitar.  Por isso faz a mala, compra o teu seguro de viagens online, apanha um avião e desbrava Singapura!

Singapura, uma das cidades mais cosmopolitas da Ásia

A primeira coisa que deves saber é: Singapura é mais cara comparativamente com o padrão do Sudeste Asiático, mais ou menos tudo custa o dobro. O alojamento pode chegar a 5 vezes mais.

A maioria das pessoas vai a Singapura por dois ou três dias, de passagem para uma Ásia mais longínqua e aproveitam para conhecer esta divertida cidade, que começa agora a brilhar pela gastronomia e atividades que mantém ocupados os visitantes e os locais.

Singapura é uma das nossas cidades favoritas no mundo. Tem tanto de cultura oriental como herança europeia, fruto dos muitos emigrantes que lá trabalham.

Singapura merece mais dias do que aqueles que os visitantes lhe costumam oferecer.

Faz calor lá. O ano todo. Relembramos uma conversa com uma habitante num restaurante, em que ela lamentava o facto de nunca poder usar as camisolas de inverno que vê nas revistas, e que gostava de visitar a Europa para experimentar uma cultura diferente, com um casaco e luvas vestidas!

7 atrações a não perder em Singapura

Admirar o Templo Thian Hock Keng

mulher loira admira o patio central do templo

Arquitetura impressionante faz de Thian Hock Keng um dos edifícios mais fotogénicos que vais apreciar em Singapura.

O templo foi construído em 1840 e feito a partir dos melhores materiais disponíveis na época, e é o mais antigo templo chinês em Singapura. É dedicado a Mazu, a Deusa do Mar, e os imigrantes chineses vieram aqui para pedir uma passagem segura antes de partirem para cruzar o Mar da China Meridional.

O templo foi assinalado como monumento nacional em 1973 e está aberto diariamente das 7h30 às 17h30. A entrada é gratuita.

Jantar no Boat Quay

um barco navega em frente ao boat quay

O Boat Quay é um local muito movimentado, e é também, o local ideal para refeições e entretenimento. Os bares e restaurantes com esplanadas ao ar livre também tornam o Boat Quay ideal para relaxar após um longo dia de passeios. Desde bife japonês de qualidade preparado em fogo de carvalho branco, ou cozinha indiana do norte, ou caranguejo do Alaska, aqui a gastronomia é a atriz principal.

Em redor deste porto vais encontrar arranha-céus e uma série de estátuas singulares, em que toda a gente fica parada a fotografar.

Vaguear pela Chinatown

mulher de braços abertos no meio de chinatown

Chinatown engloba 2km quadrados de vida tradicional chinesa, alojada ao lado do moderno Central Business District.

Este continua a ser o lugar para se ter uma noção real da cultura chinesa em Singapura. As ruas estão repletas de templos, lojas de artesanato, barraquinhas e restaurantes e são um ótimo lugar para comprar uma pechincha.

Procura a Chinatown Food Street para encontrares os pratos mais típicos, como os noodles fritos, as pernas de sapo ou carnes grelhadas no espeto.

Viajar da China até à India

enfeites coloridos numa das ruas de singapura para um festival indiano

Nenhuma viagem a Singapura está completa sem uma visita a Little India. E neste caso é o bairro vizinho. Aqui vais encontrar mais comida incrível, barata e deliciosa, legumes frescos e lembranças interessantes.

Se não sabes o que comer, começa por um Roti (panquecas) e um tarik (chá forte). Vais comer com as mãos, como todos por lá.

Visita o templo hindu Sri Mariammam, este templo extremamente colorido e ornamentado foi construído no que é conhecido como o estilo Dravidian e é dedicado à deusa Mariamman, conhecida por curar doenças e enfermidades. Durante os tempos coloniais, foi um centro de atividades comunitárias e até mesmo o registro de casamentos para os hindus.

Está aberto diariamente das 07: 00h às 12: 00h e das 18: 00h às 21: 00h.

Ver as árvores gigantes em Gardens By the Bay

panoramica do garden by the bay com as arvores gigantes no centro

Localizado ao longo da Marina Bay, este projeto de paisagismo urbano é uma série de monumentos que imitam árvores gigantes.

Têm entre 25 metros e 50 metros de altura, e estão completamente forradas de 200 espécies de plantas tropicais que formam uma pele colorida e natural.

O passeio entre as árvores é gratuito, mas se quiseres subir a uma ponte, ao Skyway, e observar as árvores de um ponto mais alto, terás de pagar.

Merlion

fonte do merlion, simbolo de singapura

O Merlion é o símbolo de Singapura e tem a cabeça de um leão e o corpo de um peixe.

Sabes que estás no centro de Singapura quando encontras o original, em Merlion Park. Também percebes logo pelo número de pessoas que tentam tirar fotografias à volta da estátua.

Este não é o maior, o maior está na ilha de Sentosa e tem 37 metros.

Ilha de Sentosa

ponte pedonal até à ilha de sentosa

Esta pequena ilha artificial é popular entre os habitantes locais e os turistas. Podes visitar a Tiger Sky Tower, a torre de observação mais alta da Ásia ou a Universal Studios, que também ficam na ilha. Há uma série de bares, restaurantes e praias aqui também.

Podes passear no Bora Bora Beach Bar, e sentir a Polinésia Francesa ou experimentar a experiência de jantar no teleférico (embora não seja barato).

Se vais para a Ásia não esqueças de partir à aventura com o melhor seguro, à tua medida, o IATI Standard.

Este seguro é ideal como seguro para viagens pela Europa por períodos maiores que 30 dias ou para países do Sudeste Asiático. Tem uma cobertura de despesas médicas de 80.000€, para além das nossas coberturas essenciais, como repatriações, roubos, danos de bagagem, adiantamento de dinheiro, atrasos e perdas de serviços, etc.

 

Autores: Onde andam os Duarte?

Conteúdo Relacionado