Na IATI Seguros fazemos questão de te dar a conhecer os melhores sítios para que as tuas viagens sejam sempre prazerosas.

Assim, hoje deixamos-te uma dica de viagem para os lados dos balcãs. Montenegro recebeu a sua independência em 2006 e a cidade portuária de Kotor tem recebido bastantes visitantes.

Mas não te esqueças que deves viajar sempre seguro e para viagens de curta duração na Europa nós recomendamos o IATI Básico, que tem as coberturas essenciais garantidas. Viaja descansado pois temos os seguros de viagens sob medida para todo o tipo de viagem e na tua língua, sem adiantar dinheiro e sem franquias.

Vamos, então, às nossas dicas para visitar Kotor, em Montenegro.

O que fazer em Kotor

Visitar a Catedral de Kotor

Em Montenegro apenas existem duas catedrais católicas, sendo uma em Kotor. Esta catedral, que também é a sede do bispado católico de Kotor, ostenta duas torres. Mas se reparares bem, vais perceber que as duas torres não são iguais.

A da direita é mais alta e está terminada e a da esquerda além de ser mais baixa dá a impressão de ter sido acabada à pressa. Por exemplo, apenas a torre da direita tem o relógio enquanto que na da esquerda está um espaço vazio.

Catedral de Kotor Montenegro

Museu Marítimo de Montenegro

O Museu Marítimo de Montenegro localiza-se na cidade de Kotor e, provavelmente será um dos museus mais heterogéneos que alguma vez irás visitar.

O museu está instalado na casa outrora pertencente à família Grgurina. Sofreu bastantes danos na sequência de um terremoto que aconteceu em 1979 e nessa altura beneficiou de obras de reconstrução.

Está aberto todos os dias e a sua coleção é o resultado de donativos que os habitantes de Kotor quiseram oferecer ao museu.

Assim, poderás encontrar réplicas de navios, artefactos ligados à atividade naval mas também pinturas, esculturas, mobiliário de época, trajes, uniformes e até um guerreiro de terracota proveniente de Xian, na China.

Da panóplia de artigos nós destacamos a vasta coleção de armas antigas, nomeadamente espadas, sabres e yatagans, que são armas compridas tradicionalmente utilizadas pelo exército turco.

Passear junto às muralhas

A cidade de Kotor é muralhada e tem três Portões: O River Gate, também conhecido como Portão do Norte, o Gurdić Gate, ou Portão do Sul e o Sea Gate, ou Portão Principal.

Cada um destes portões dá acesso à pequena vila e a sugestão que te deixamos é que explores as muralhas junto aos Portões de entrada.

Se apenas puderes visitar uma entrada sugerimos que escolhas o Sea Gate, uma vez que é o Portão principal e por sinal o mais bonito e antigo.

As muralhas estão bem conservadas e fazem parte da lista do Património Natural e Cultural da UNESCO desde 1979. São mais de quatro quilómetros de muralhas que chegam a uma altitude de cento e sessenta e dois metros.

Apanhar um pequeno barco para visitar Nossa Senhora das Rochas em Perast

Em Perast existem duas pequenas ilhas que chamam a atenção dos visitantes. Uma das ilhas é natural e a outra é artificial.

A ilha natural alberga um mosteiro e, por essa razão, não é possível visitá-la. No entanto, foi construída junto à ilha do mosteiro uma igreja a que deram o nome de Nossa Senhora das Rochas.

Segundo a lenda, dois irmãos pescadores encontraram num penhasco uma estatueta da Virgem Maria com Cristo e resolveram levá-la para casa. Todavia, no dia seguinte tinha desaparecido e foi encontrada novamente no penhasco. Voltaram a levá-la para casa e ela voltou a desaparecer e aparecer no penhasco. Os irmãos acharam que a estatueta queria ficar no penhasco e decidiram construir uma capela.

Os habitantes começaram a atirar rochas e aos poucos foi construída a base da ilha artificial. História incrível, não achas?

Perast Ilhas de Kotor Montenegro

Dicas Extra

Para finalizar, vamos deixar-te algumas dicas extra para que aproveites ao máximo a tua viagem a Kotor:

  • No Portão Principal existe uma inscrição que se acredita ser de autoria de Tito. Diz mais ou menos o seguinte: “O que pertence aos outros nós não queremos, o que é nosso não entregaremos”;
  • As ruas são labirínticas mas Kotor é tão pequeno que na pior das hipóteses voltas ao local de origem. Não tenhas receio de te perderes;
  • Os montenegrinos dizem que não gostam muito de trabalhar, por isso fazem pausas no trabalho quando acham que precisam. Não te admires se vires lojas fechada por algumas horas;
  • A língua oficial é o montenegrino (fala-se também sérvio, bósnio, albanês e croata) mas o inglês é entendido sem problema.

O que fazer em Kotor Visitar

A IATI Seguros deseja-te boas viagens!

Artigo escrito por: Passaporte no bolso