~ Artigo atualizado a 28 de Outubro de 2021 ~

É seguro viajar para a Tailândia? Muito provavelmente, se estás a pensar conhecer “O país dos sorrisos” ou tens um amigo ou familiar que o vai fazer, já tiveste esta dúvida.

Quer vás para as ilhas como Koh Phi Phi, Koh Tao, Koh Lipe, a grandes cidades como Banguecoque ou simplesmente à procura da natureza no norte do país, na IATI Seguros queremos dar-te todas as informações possíveis para que a tua viagem à Tailândia seja o mais segura e agradável possível. Vamos falar-te sobre a segurança na Tailândia, os golpes mais frequentes e a situação da covid-19 neste momento.

Continua a ler e descobre se é seguro viajar para a Tailândia. Além disso, no final encontrarás uma seleção com as melhores dicas para aproveitares ao máximo esta aventura. A Tailândia é um dos nossos países favoritos e queremos que seja também um dos teus.

Bangkok na tailandia - É seguro viajar para a Tailândia?O que diz o Ministério dos Negócios Estrangeiros sobre se é seguro viajar para a Tailândia?

O Ministério dos Negócios Estrangeiros no seu Portal das Comunidades Portuguesas considera que a situação na Tailândia, no que toca à segurança pode ser por vezes volátil e imprevisível, referindo que num passado recente, já se tenham verificado alguns ataques terroristas, no entanto não é algo que seja frequente ou comum. Considera ainda que os pontos mais críticos são as localidades turísticas do Sul da Tailândia, bem como no extremo Sul do país, no entanto é importante referir que nunca se registou qualquer incidente com cidadãos de nacionalidade portuguesa.

Outro lugar a ter cuidado é o chamado “Triângulo de Ouro”, a fronteira entre a Tailândia, Mianmar e Laos. Considerada uma área de risco médio, nesta zona há muita atividade de tráfico de droga e, como resultado, proliferaram as máfias. Contudo, deves ter em conta que esta é uma actividade que normalmente não te afeta se estiveres a visitar a zona como turista. Na verdade, é uma das excursões mais populares de Chiang Mai e Chiang Rai.

Referem também que em abril e maio de 2017, existiram também explosões em Banguecoque. Desta maneira, afirma que é essencial ter cuidado, principalmente em locais públicos, sempre seguindo o conselho das autoridades locais.

Aconselham-se, nesse sentido, todos os portugueses a que se mantenham atentos e sigam os conselhos das autoridades de segurança tailandesas, procurando manter-se informados sobre a situação no país através dos meios de comunicação social com portais em inglês, nomeadamente “Khaosod English”, “Bangkok Post” e “The Nation”.

Por outro lado, no que toca à saúde, o Ministério indica que existem hospitais públicos de nível ou qualidade superiores – dispõe de uma boa rede de unidades hospitalares ou cuidados médicos em todas as cidades. As principais unidades hospitalares possuem médico(a)s e enfermeiro(a)s especialmente vocacionados para o atendimento a estrangeiros, falando Inglês.

No entanto, na Tailândia eles não são obrigados a tratar um estrangeiro sem seguro. Por conseguinte, “é também aconselhável fazer um seguro internacional de viagem que inclua cuidados médicos, pois os custos ou taxas correspondentes podem, nalguns casos, mormente em hospitais privados, ser elevados.

No caso de uma viagem à Tailândia, a melhor cobertura é fornecida pelo IATI Mochileiro. Esta é uma política para viajantes todo o terreno, uma vez que te protege com até 500.000 euros de despesas médicas, incluindo as derivadas da covid-19 e os possíveis desportos de aventura que vais praticar. Estamos certos de que, a dada altura, durante a tua viagem, estarás a mergulhar (cobrimos até 40 metros!) ou a fazer caminhadas, pelo que não há nada como desfrutares com uma sensação de segurança sabendo que tens assistência 24 horas na tua própria língua. Além disso, terás também coberturas essenciais para qualquer viajante: bagagem, atrasos e cancelamentos de voos ou cancelamento ou interrupção da viagem por vários motivos, entre outros.

segurança na viagem a tailandia

Mas então é seguro viajar para a Tailândia em 2021?

Vamos diretos ao assunto antes de nos aprofundarmos nos principais aspectos e dizemos-te já “sim, a Tailândia é um país seguro para viajar”, ​​mas como em todos os países, deves saber algumas dicas básicas e cuidados que deves ter em conta.

Apesar de estares a milhares de quilómetros de casa, será muito difícil sentires-te mal recebido. Os tailandeses são pessoas calorosas e amigáveis ​​e claro que sabem o quanto é importante cuidar dos visitantes. Para teres uma ideia da magnitude do turismo na Tailândia, o país recebeu quase 40 milhões de turistas em 2019.

Por outro lado, apesar de ainda ser um país em desenvolvimento, a Tailândia é um dos países com melhor infraestrutura do Sudeste Asiático. Na verdade, enquadra-se na categoria de “países recém-industrializados” por causa da sua economia emergente, o seu rápido crescimento económico e porque tem um processo de industrialização quase completo. Assim, ficarás surpreendido ao encontrar imponentes aeroportos, estações, estradas, hospitais e macro-centros comerciais, muitos deles à altura de qualquer país europeu.

Segurança na Tailândia: doenças comuns e vacinações

Não existem vacinas obrigatórias para viajar para a Tailândia, mas a verdade é que existem algumas vacinas recomendadas, como contra as hepatites A e B. Recomendamos-te que, visites um centro de vacinação internacional 3 ou 4 semanas antes da tua viagem.

Por outro lado, um dos perigos de viajar para a Tailândia é contrair uma doença transmitida por vetores, ou seja, causada por um mosquito. Os casos de dengue são frequentes, especialmente durante a estação chuvosa entre Maio e Novembro. Do mesmo modo, também se registaram alguns casos de Zika. Por este motivo é essencial usares um repelente com uma elevada percentagem de DEET e usares roupa de cor clara e comprida ao anoitecer e ao amanhecer. Se desenvolveres sintomas, muitas vezes semelhantes aos da gripe, é melhor consultares um médico e não te automedicares.

Também precisarás de te proteger contra a desidratação, uma vez que a Tailândia é normalmente bastante quente e húmida. Bebe água engarrafada e tenta comer em locais onde possas ver que existe um mínimo de higiene.

Quanto à comida, se for a tua primeira vez na Ásia, poderás ter um dia com algumas perturbações intestinais devido a não estares habituado ao tipo de comida deles ou simplesmente por causa da água. Mesmo assim, não precisas de ficar paranóico e podes comer em bancas de rua ou em simples restaurantes onde os tailandeses comem diariamente. Uma recomendação que nunca falha é ir para aqueles que estão mais cheios, a comida é normalmente mais fresca.

Finalmente e como já tínhamos referido, no que toca à saúde, o Ministério indica a Tailândia dispõe de uma boa rede de unidades hospitalares e cuidados médicos em todas as cidades. Vais encontrar boas boas clínicas e hospitais, especialmente em grandes cidades como Chiang Mai ou Bangkok, mas Portugal não tem acordo com a Tailândia a este respeito. Por esta razão, se precisares de ser tratado, os valores são normalmente muito altos e só poderás ser atendido quando se verificar que tens um seguro médico. Contrata agora o teu seguro de viagem IATI Mochileiro, o melhor para viajar para a Tailândia.

seguro de viagem para a Tailândia

Segurança na Tailândia: transportes públicos

Embora as principais cidades da Tailândia e mesmo as áreas mais rurais sejam muito seguras, talvez o maior perigo que provavelmente encontrarás na tua viagem sejam os acidentes rodoviários. Infelizmente, a taxa de acidentes é muito elevada. Assim, se planeares conduzir uma mota, não te esqueças do capacete, tem mais cuidado do que o habitual ou então opta pelo transporte público, de preferência durante o dia.

A rede ferroviária da Tailândia é bastante boa, e muitos viajantes viajam de Banguecoque para o norte do país enquanto dormem tranquilamente numa cama. É uma alternativa segura e económica, embora, como em qualquer outro lugar, tem cuidado com os valores. Também recomendamos que faças a comparação de tarifas de autocarro e comboio com tarifas aéreas, uma vez que existem várias companhias aéreas tailandesas de baixo custo que podem tornar a tua vida um pouco mais fácil.

autocarro vermelho e amarelo na rua

Golpes, fraudes e segurança na Tailândia

Os tailandeses são geralmente pessoas amigáveis e respeitosas, mas é possível que na tua viagem à Tailândia encontres alguém que queira tirar partido da tua boa fé para fazer alguns baht (moeda na Tailândia).

Nas grandes cidades, e especialmente perto de atracções turísticas famosas (como o Grand Palace em Banguecoque), poderás encontrar guias falsos que tentarão convencer-te de que são eles que vendem os bilhetes e tentarão cobrar-te um preço mais elevado. Podem também tentar levar-te para outro lugar.

Tem cuidado ao comprar objectos de valor. As burlas na Tailândia são comuns na compra de jóias. Embora a compra de produtos eletrónicos na Tailândia seja barata, tenta comprar esses equipamentos em lojas oficiais, uma vez que as contrafacções são comuns.

Outro esquema comum na Tailândia é quando pretendes alugar uma mota, especialmente em ilhas como Koh Tao. Muitas agências exigem o teu passaporte como depósito enquanto estiveres a utilizar a mota. Ao devolver a mota, o proprietário aponta os alegados danos pelos quais te considera responsável e tenta fazer com que pagues uma conta muito elevada para que possas obter o teu passaporte de volta.

O primeiro conselho que lhe damos é tentares encontrar um local para alugar onde não tenhas de deixar os teus documentos. Se isto for impossível, é muito importante que não os tentes enfrentar. Se não conseguires resolver o problema de forma civilizada, recomendamos que te dirijas rapidamente à polícia ou se não for uma quantia muito elevada, tenta chegar a um acordo de um preço mais ou menos justo e o paga. Tenta deixar uma review no Google ou Tripadvisor para alertar os outros viajantes futuros.

Embora circular na Tailândia em transportes públicos seja seguro, vale a pena notar que muitos taxistas tailandeses conduzem de forma um pouco “agressiva” na cidade e nas estradas. Insistam em colocar o contador (alguns não o querem fazer) e estejam conscientes de que por vezes tentam fazer-vos pagar em excesso ou levar-vos por rotas mais longas. Se isto acontecer, tenta resolver a situação com o melhor dos sorrisos, mas se não conseguires, nunca os enfrentes. Sai do táxi, paga a tua boleia e entra noutra. Uma boa maneira de evitar isto é usar aplicações como o Grab, que já marcam a tarifa previamente. Se planeias apanhar um tuk-tuk, lembra-te de negociar o preço com antecedência. Tem em mente que em zonas turísticas, como a famosa estrada de Khaosan, o preço é frequentemente inflacionado.

Cuidado com os famosos espectáculos de pingue-pongue em Banguecoque. Embora possam parecer engraçados, a verdade é que muitos estrangeiros acabam por ser extorquidos quando saem e os porteiros pedem-lhes enormes quantidades de dinheiro, muito diferente do que lhes foi dito inicialmente.

horizonte da cidade sob céu nublado laranja e cinza durante o pôr do sol

Atualmente, devido à situação da covid-19, todas estas considerações de segurança devem ser tidas em conta na Tailândia, mas também é importante estares informado sobre o estado da pandemia deste lado do mundo. Assim, dedicámos uma secção inteira para discutir a situação na Tailândia com a covid-19.

É seguro viajar para a Tailândia apesar da covid-19? É possível viajar de Portugal para a Tailândia?

A Tailândia foi um dos países que melhor geriu a pandemia ao longo de 2020 e de grande parte de 2021. Após um longo período de encerramento das fronteiras, apesar de ser uma nação onde o turismo tem uma importância vital, o governo tailandês começou a procurar formas de permitir a entrada dos viajantes. Como resultado, é agora um dos países para onde é possível viajar a partir de Portugal.

A partir de 1 de Novembro, as coisas serão ainda mais fáceis, uma vez que se estiveres vacinado contra a covid-19 e tiveres passado os últimos 21 dias num dos países considerados de baixo risco (como Portugal) não precisarás de fazer qualquer quarentena, tornando a Tailândia um destino muito atrativo para escapar ao tempo de Inverno. Terás de fazer um teste PCR dentro de 72 horas antes do voo, outro à chegada, ficar uma noite num hotel aprovado e submeter-te a um auto-teste, entre outros requisitos.

Se não tiveres sido vacinado, é também possível viajares agora para a Tailândia ficando em quarentena durante 10 dias num dos hotéis estabelecidos para o efeito. Outros requisitos, tais como vários testes PCR, devem também ser tidos em conta.

Finalmente, os viajantes vacinados provenientes de um país que não seja um dos países autorizados também podem agora viajar para a Tailândia através de certos meios, em que passam 7 noites num destino designado e depois sim, depois dos 7 dias, podem explorar o resto da nação. Nesta semana não tens de estar confinado no hotel, podes explorar a área e ir em excursões a lugares próximos. Anteriormente isto era conhecido como o esquema “Sandbox”, mas o governo tailandês mudou o nome para “Business & Leisure Ultimate Experiences” ou “Blue Zones”.

A lista de países com baixo risco de transmissão deverá ser alargada entre 1 de Dezembro e 1 de Janeiro.

Podes ler mais sobre o assunto, com grande detalhe no nosso artigo Documentos e requisitos para viajar para a Tailândia em 2021. Neste artigo encontrarás a informação mais atualizada para começares a planear a tua próxima aventura.

Se tens umas férias longas e estás ansioso para conhecer a Tailândia, o Reino do Sião é um destino que deves considerar. Porquê? Uma vez que existem protocolos de higiene rigorosos, os destinos turísticos estão incrivelmente vazios, e devido a isso, as opções de alojamento e transporte são abundantes. Ainda assim, como os casos covid-19 ainda são uma realidade, deves sempre ter cautela e estar ciente de que existem certas restrições.

seguro de viagem para a Tailândia

 

Mas como é a situação da covid-19 na Tailândia? É segura?

Até Abril de 2021, a Tailândia foi um dos países que melhor geriu a pandemia. Contudo, os casos de covid-19 aumentaram exponencialmente até atingirem um pico em meados de Agosto. Especialistas atribuíram isto ao aparecimento de novas variantes, à falta de imunidade natural, à escassez de vacinas e ao efeito da chamada “fadiga pandémica”, que baixou a guarda de uma parte da população. Felizmente, desde meados de Agosto a curva está a baixar e algumas medidas, incluindo muitas relacionadas com o turismo, estão a ser relaxadas. A partir de hoje, o número de casos é inferior a 10.000 por dia, um número não visto desde Julho de 2021 e que continua a diminuir.

As estratégias para combater esta onda de casos são as restrições nas províncias mais afetadas e o aumento do ritmo da vacinação. Um plano de vacinação em massa com AstraZeneca e Sinovac teve início a 7 de Junho. E embora o início tenha sido lento, parece que desde Agosto eles têm vindo a ganhar velocidade e, se continuarem a este ritmo, 70% dos tailandeses poderão ser vacinados até ao final do ano. Neste momento, quase 38% estão totalmente imunizados, mas os números são muito mais elevados em pontos turísticos como Phuket (quase 77%) ou Banguecoque (quase 70%).

A 1 de Setembro, muitas das medidas restritivas em Banguecoque e outras províncias de alto risco foram atenuadas. Estes foram sujeitos a confinamento parcial e a maioria dos estabelecimentos comerciais foram encerrados. Os restaurantes e centros comerciais podem agora funcionar dentro de certos limites de capacidade e protocolos de higiene (por exemplo, os empregados devem ser vacinados e submetidos a testes semanais de covid). A partir de 1 de Outubro estes serão ainda mais reduzidos e mais negócios como cinemas e spas serão autorizados a abrir.

Além disso, o ministro do turismo tailandês anunciou que a partir de 1 de Novembro o recolher obrigatório será levantado em 17 províncias (as mais turísticas) e em 1 de Dezembro certas áreas de entretenimento estarão totalmente abertas e o álcool poderá ser novamente servido em restaurantes e bares.

As restrições à circulação entre províncias também foram flexibilizadas e os transportes públicos podem agora ser utilizados com uma capacidade de 75%. Para os viajantes, é importante estares ciente de que ainda pode haver alguma dificuldade em deslocares-te pelo país. É importantes estar atento à situação.

Será que tudo isto significa que é seguro viajar para a Tailândia apesar da covid-19? Bem, infelizmente, como é o caso em quase todo o mundo, não a 100%. Embora o número de casos seja consideravelmente inferior ao dos meses anteriores, o risco de infecção existe e é necessário ser cauteloso, seguir as directrizes de higiene, evitar grandes multidões e fazer esta viagem  acompanhado do melhor seguro de viagem para a Tailândia, que te vai apoiar em tempos difíceis.

templos tailandeses - É seguro viajar para a Tailândia?

É seguro viajar sozinho para a Tailândia?

Há muitas mulheres viajantes que vão à Tailândia sozinhas todos os anos. A razão? O país asiático é um dos mais seguros e confortáveis para viajar, mesmo que seja a tua primeira vez. Ao contrário da América Latina ou dos países árabes, as mulheres que viajam sozinhas passam quase despercebidas na Tailândia. A isto acresce a segurança de que temos falado ao longo deste artigo, por isso, com algumas precauções, nada deve correr mal na tua aventura tailandesa.

Tal como na Europa, infelizmente, as agressões sexuais ocorrem na Tailândia. Não são comuns, mas podem acontecer em lugares solitários ou como resultado de uma festa que se descontrolou ou de uma droga na tua bebida. Para os evitar, é melhor seres cauteloso quando o sol se põe e estar alerta se planeias festejar sozinho.

Quanto ao vestuário, perceberás rapidamente que podes usar o que quiseres. No entanto, para entrares em alguns templos, terás que cobrir os ombros e as pernas. Em muitos lugares poderás alugar ou pedir emprestado um sarong, mas é melhor manteres o teu sarong à mão se estiveres a fazer uma visita cultural.

Viajares sozinho na Tailândia é muito seguro, mas, como em qualquer outro lugar, há alguns perigos. A chave para as evitar é seres informado e ter em conta algumas recomendações, tais como as que se seguem.

É seguro viajar para a Tailândia? - templo

Algumas dicas para uma viagem segura à Tailândia

Já visto que não é perigoso viajar para a Tailândia, mas, para evitar qualquer percalço, aqui estão as dicas que gostaríamos de ter recebido na nossa primeira aventura nesta parte do Sudeste Asiático:

  • Viaja com o melhor seguro de viagem para a Tailândia, IATI Mochileiro.
  • Leva contigo os teus objetos de valor nos transportes. A bagagem é frequentemente roubada dos autocarros que se dirigem para sul, por isso não deixes lá nada de valor.
  • Viajar na Tailândia é seguro, mas, como em qualquer país, os carteiristas estão presentes em zonas turísticas e lugares com muita gente como o Skytrain de Banguecoque. O roubo de malas por vezes ocorre, por isso leva a tua bolsa ou mochila com segurança à tua frente. Não deixes os objectos de valor sem vigilância.
  • Usa um bom repelente de mosquitos e tenta usar roupas compridas ao amanhecer e ao anoitecer, quando os mosquitos estão mais ativos.
  • Dirigi-te a um centro de vacinação internacional pelo menos 3-4 semanas antes da tua viagem. Não há vacinas obrigatórias para viagens à Tailândia, mas algumas são recomendadas.
  • Bebe sempre água engarrafada ou purificada. Na Tailândia encontrarás máquinas de água potável em todo o lado, por alguns baht, podes reabastecer a garrafa reutilizável e assim gastas menos dinheiro e menos plástico. Também não deves ter muito medo de beber bebidas geladas, uma vez que os tailandeses não bebem água da torneira e os cubos de gelo são feitos de água purificada.
  • Tens que ser cauteloso com a comida, mas não sejas paranóico. Uma parte importante do prazer da tua viagem será provar a espectacular cozinha tailandesa em barracas de rua. Os locais comem aqui, por isso é raro que a comida seja estragada.
  • Ainda assim, confia na tua intuição e usa o truque de ir para os que têm as filas mais longas, pois isso significa que há uma maior rotatividade de alimentos.
  • Mantém-te hidratado e protege-te do sol. As temperaturas mais altas da Tailândia registam-se entre Abril e Maio, mas é quente e húmido durante todo o ano.

Mais dicas de segurança na Tailândia

  • Se vais praticar desportos de aventura, tais como snorkelling ou caminhadas, necessitarás de cobertura extra em caso de acidente. O IATI Mochileiro é o teu melhor aliado nestes casos, uma vez que cobre todo este tipo de experiências. Não te esqueças de verificar o equipamento e as instalações das empresas que realizam estas actividades.
  • Estás a viajar durante a estação das chuvas? Já sabes que depende da área do país que estás a visitar, mas lembra-te de verificar o tempo com antecedência. Pode haver uma aguaceira ou um duche por dia ou dois mais vezes, mas a inundação não é normal.
  • Nas praias da costa do Mar de Andaman (Phuket e Krabi), tem cuidado com as correntes fortes.
  • É muito seguro na Tailândia, mas por favor tem cuidado quando se trata de festejar. Nem sequer penses em consumir drogas (as penas são de prisão) e tem muito cuidado com o álcool. A famosa Festa da Lua Cheia de Koh Phangan tem sido palco de agressões, abusos sexuais e roubos.
  • Não aceites bebidas de estranhos. Embora não seja extremamente comum, houve casos de turistas que foram drogados e abusados ou roubados.
  • Queres alugar uma mota ou um carro? Lembra-te que as pessoas conduzem à esquerda na Tailândia, por isso pratica um pouco antes de se fazer à estrada. Use sempre um capacete e não o faça se não for praticado – a taxa de acidentes é muito elevada.
  • Conhece e respeita a cultura. Não fales mal do rei ou da família real – é um delito criminal e punível. Aponta para pessoas ou objetos religiosos é considerado ofensivo.
  • Cuidado com o trânsito ao andares na rua. Ser um peão, dependendo de onde te encontrares, pode ser perigoso.
  • Cuidado com os animais, incluindo os cães vadios. Tem cuidado para não lhes tocares, eles podem ser raivosos.
  • Estás a planear pilotar um dron na Tailândia? Só o podes fazer se estiver registado no país e lembra-te de evitar zonas de interdição de voo. Caso contrário, há penas de multa e de prisão.
  • Evita grandes multidões, especialmente comícios e manifestações políticas locais.
  • Verifica os pagamentos com o teu cartão. Por vezes são cobrados montantes que são diferentes do que deveria ter sido cobrado.
  • É seguro viajar para a Tailândia, mas, como sempre, não deixes o teu bom senso e intuição em casa.

dançarinas na tailandia - É seguro viajar para a Tailândia?

Seguro de viagem para a Tailândia

Como já te dissemos, em geral, a Tailândia é um país seguro e merecedor de uma visita. Não é um lugar onde se deva ter medo de ir, mas é sempre sensato andares com cautela. Viajar com seguro de viagem aliviará a tua mente e tornará as coisas muito mais fáceis no caso de um acidente, especialmente se tiveres a certeza dos cuidados que precisas na tua própria língua. Contrata agora o melhor seguro de saúde de viagem para a Tailândia: IATI Mochileiro.

Com ele, estarás coberto até 500.000 euros em despesas médicas, incluindo da covid-19 e desportos de aventura. Além disso, também estaremos lá para ti se a tua bagagem for roubada, se o teu transporte for atrasado ou se tiveres de regressar a casa porque um membro da família adoeceu, entre muitos outros problemas.

seguro de viagem para a Tailândia

 

Nota: É importante realçar, mais uma vez, que os documentos e requisitos para viajar para a Tailândia alteram-se constantemente devido à recente pandemia. Na IATI, estamos a trabalhar para que os nossos artigos estejam atualizados e ajustados à realidade. No entanto, deverás sempre verificar estas informações com as fontes oficiais do país, companhia aérea e demais agências de turismo envolvidas na tua viagem.