Quais os documentos e requisitos para viajar para as Maldivas? Com certeza consegues imaginar-te a ter aquele merecido descanso após esta fase difícil que a pandemia nos trouxe. Agora já podes, porque as Maldivas abriram as suas portas para os viajantes em julho de 2020 e é um dos países que melhor lidou com a crise da covid-19. Possivelmente, devido ao seu sol e água cristalina, é um dos destinos mais seguros para desfrutar de uma escapadela de sol e praia e não é uma praia qualquer, mas possivelmente a melhor do mundo. Para que comeces a tua viagem com o pé direito, na IATI encarregamos-nos de te informar todos os requisitos para viajares para as Maldivas. Também te vamos elucidar sobre a situação causada pela covid-19 e a documentação especial que isso acarretou.

Continua a ler e descobre quais os documentos necessários para viajar para as Maldivas. Queremos que tenhas toda a informação atualizada para tua próxima aventura asiática.

Viajar para as Maldivas e covid-19, posso viajar a partir de Portugal?

Como falamos no artigo É seguro viajar para as Maldivas? este país é um dos que tem as suas portas abertas a viajantes que vêm de Portugal. Portanto, a resposta é sim, podes viajar para as Maldivas saindo da Portugal em 2021. Tem sido assim desde 15 de julho de 2020. Em setembro do mesmo ano, foi introduzida a obrigação de realizar um teste PCR antes de voar e este é um dos requisitos para viajar para as Maldivas que permanece até ao momento e sobre o qual falaremos a seguir.

Por ser um país insular e muitas das ilhas para as quais os viajantes vão são resorts, as medidas para evitar a disseminação da covid-19 são altamente respeitadas. A maioria dos resorts e hostels estão abertos e a operar de maneira relativamente normal. Além disso, mais de 70% dos funcionários do resort já foram vacinados contra a covid-19. Se estás a pensar visitar as Maldivas agora, tens que saber que é obrigatório usar máscara nas áreas comuns e respeitar a distância social. É comum os hotéis monitorarem a temperatura dos hóspedes e fazerem um exame no check-out para ver se há sintomas da doença. Podes encontrar o protocolo completo neste link.

Em termos económicos, viajar para as Maldivas agora é uma oportunidade. Como não há muito turismo, tanto os hotéis quanto os operadores de cruzeiros (para os amantes do mergulho) estão a fazer ótimas ofertas. Além disso, nos últimos anos surgiram muitos alojamentos que oferecem quartos a preços mais acessíveis e perfeitos para mochileiros.

contrata aqui o teu seguro para viajar para as maldivas

Como está a situação das Maldivas devido à COVID-19?

As Maldivas têm sido um país exemplar na gestão da pandemia da covid-19. Ao dia de hoje, as mortes por esta doença nas ilhas mal ultrapassam as 222. Embora os números tenham disparado um pouco em abril e maio de 2021, o governo das Maldivas trabalhou para conter a expansão da variante indiana. Olhando para os números atuais de infecção, à data de agosto de 2021, as Maldivas contam com uma média de 115 novos casos por dia.

Em Malé, a capital, é onde ocorrem mais casos, pelo que foram impostas restrições às viagens de e para esta ilha. No entanto, a maior parte dessas restrições já desapareceram e apenas algumas permanecem. Desde o início de agosto já foi dado sinal verde para a abertura de todos os negócios. Podes verificar os dados da pandemia neste link.

Como está a progredir a vacinação nas Maldivas? Parece que o ritmo está bom, embora em meados de julho tenha parado para as comemorações do Eid Al Adha. Atualmente, já foram administradas mais de 605.000 doses, o que significa que aproximadamente 52,4% da população já está vacinada com as duas doses. Além disso, em julho, 70% dos trabalhadores da indústria do turismo já tinham sido vacinados com as 2 doses e, quando todos os residentes tiverem recebido as 2 doses, pretende-se averiguar se os turistas podem ser vacinados durante a viagem. Isso significaria que as Maldivas se tornariam um dos destinos mais procurados para o turismo de vacinas.

Tudo isso significa que viajar para as Maldivas apesar da covid-19 é seguro? Claro que não a 100%, mas é um dos destinos com menor risco de contágio se forem seguidas as medidas básicas de higiene. A maior parte das actividades é ao ar livre e também é muito provável que fiques em bons resorts, onde cada detalhe é cuidado, contribuindo mais para a segurança da tua viagem. Mesmo assim, não te esqueças de fazer um seguro de viagem para as Maldivas. Estar protegido agora é mais importante do que nunca.

viajar para as maldivas em 2021

Seguro de viagem para as Maldivas, um documento essencial

O Ministério dos Negócios Estrangeiros, na sua página de recomendações aos viajantes, aconselha a que faças um seguro de saúde. O sistema de saúde público português não cobre os cuidados de saúde nas Maldivas, sendo que o Cartão Europeu de Saúde também não é válido neste país.

A isto, adiciona-se a informação de que os serviços médicos locais são limitados e muito caros. Nos resorts há cuidados primários básicos para doenças leves ou diarreia, então se algo mais complicado acontecer contigo, terás que ser transferido para a capital ou repatriado.

Em situações normais, as Maldivas são um país seguro, mas também um país tropical. Isso significa que doenças transmitidas por mosquitos, como dengue ou Zika, não são incomuns. Além disso, ninguém sabe quando podes torcer um tornozelo, cortar-te durante o mergulho livre ou, com azar, sofrer um acidente durante o mergulho. A isso ainda se soma o risco de contágio da covid-19, com tudo o que isso implica. Portanto, é fundamental contratares o melhor seguro viagem para as Maldivas, aquele que te faz sentir protegido e responde por ti em caso de necessidade.

O seguro mais completo para esta ocasião é o IATI Mochileiro. Porquê? Graças a ele, terás até 500.000 euros cobertos em despesas médicas, incluindo as que possam decorrer devido à covid-19 e/ou da prática de desportos de aventura. Entre os últimos estão o mergulho com snorkel e o mergulho de até 40 metros de profundidade, atividades que muitos seguros não costumam incluir, deixando-te desprotegido em caso de acidente enquanto descobres o fundo do mar das Maldivas. Com o IATI Mochileiro viajas com a tranquilidade de estar protegido contra qualquer eventualidade, seja ela leve ou grave, de ser atendido no teu idioma, 24 horas por dia e sem ter que pagar nenhuma franquia ou adiantamento.

contrata aqui o teu seguro para viajar para as maldivas

Além disso, também estaremos à tua disposição em caso de atrasos no transporte, danos ou roubo de bagagem, repatriação ou retorno antecipado devido a hospitalização ou morte de um familiar. Contrata já o teu seguro e desfruta das praias das Maldivas!

Preciso de visto para viajar para as Maldivas?

Sim, mas este documento para viajar para as Maldivas é obtido de forma muito simples na chegada ao país. É obtido gratuitamente no Aeroporto Internacional de Malé com a apresentação do passaporte (valido pelo menos por 6 meses) e com este documento podes permanecer nas Maldivas durante 30 dias. Se quiseres ficar mais tempo, podes estender uma vez no país por até 60 dias ou podes dirigir-te a uma embaixada ou consulado das Maldivas com antecedência para processar outro tipo de visto.

rapariga em cima de palmeira nas maldivas

Documentos para viajar para as Maldivas

Como pudeste ver, é muito fácil conseguir um visto para visitar para estas ilhas maravilhosas. No entanto, lembra-te de que precisarás de apresentar outra documentação para viajar para as Maldivas. Vamos te contar tudo:

  • Passaporte: É necessário que o mesmo seja válido pelo menos por seis meses;
  • Tens que ser portador de um bilhete de ida e volta com datas de regresso confirmada.

A esses documentos ainda deves adicionar outros especiais devido à covid-19.

Requisitos para viajar para as Maldivas, apesar da covid-19

Aos requisitos para viajar para as Maldivas acima descritos, outros documentos são necessários devido à covid-19. Portanto, lembra-te de que também terás que fazer o seguinte:

  • Preencher o formulário de declaração de saúde do viajante (IMUGA) pelo menos 24 horas antes da partida do voo. Também podes preencher o IMUGA no aeroporto de desembarque, onde há uma fila especial, mas é melhor fazê-lo online para não perderes tempo e, além disso, algumas companhias aéreas solicitam-no para o check-in.
  • Instala o aplicativo de rastreamento Trace Ekee no teu smartphone. (uma aplicação recomendada pelo governo das Maldivas, que ajuda no controlo da covid-19).
  • Faz um teste de PCR nas 96 horas anteriores ao embarque. Independentemente de teres concluído ou não o processo de vacinação, o teste é obrigatório. As crianças com menos de um ano estão isentas deste requisito.
  • Mostra a tua reserva em um ou mais dos alojamentos registados e aprovados pelo governo das Maldivas.
  • Quarentena não é um requisito para viajar para as Maldivas na época da covid-19 se fores fazer turismo, mas terás que a fazer (por 14 dias) se não estiveres a viajar como turista.
  • Na chegada, serás submetido a um exame médico. Se apresentares sintomas, terás que fazer um teste de PCR.

Lembra-te de que, se, em qualquer momento, dentro do país fizeres um PCR e o teste for positivo ou se tiveres em contacto direto com uma pessoa que testou positivo, terás que fazer uma quarentena de 14 dias, que terás que pagar.  O mesmo se tiveres que ser hospitalizado. Caso tenhas um seguro de viagem para as Maldivas, nós tratamos de tudo.

Informação importante adicional

É importante lembrar que, desde 26 de julho, existem restrições de permanência em hostels nas ilhas locais (guesthouses) para quem não for vacinado contra a covid-19 com a vacinação completa e que não tenham passado os 14 dias desde a última dose. Essas pessoas não poderão hospedar-se em hostels se: a) 60% da população da ilha ainda não tiver sido vacinada; b) menos de 95% das pessoas ligadas ao turismo não foram vacinadas (com as duas doses); c) 90% das pessoas com mais de 65 anos de idade na referida ilha não foram vacinadas. Podes ver a lista de locais que atendem a esses critérios e que podes reservar, mesmo que não estejas totalmente vacinado. Portanto, se estás vacinado e pensas em hospedar-te neste tipo de acomodação, não te esqueças do teu Certificado Digital covid-19 da União Europeia.

Exceções ao requisito do teste PCR para Maldivas

Antes do aumento de casos em abril de 2021, a obrigatoriedade do teste de PCR foi suspensa para as pessoas vacinadas com as 2 doses de uma das vacinas da covid-19 disponíveis. Porém, neste momento, todos os viajantes, vacinados ou não, devem fazer o teste e apresentar o certificado correspondente. Esta informação pode ser alterada, pelo que deves sempre consultar as fontes oficiais antes da tua viagem.

Bebés com menos de um ano de idade não precisam de se submeter ao teste PCR para viajar para as Maldivas.

Requisitos para voltar para Portugal após uma viagem às Maldivas

Algo que deves considerar para atender a todos os requisitos e documentação para viajar para as Maldivas é que este país é um dos que o governo português inclui na sua lista de destinos onde é necessário fazer um teste PCR para retornar a Portugal. Portanto, os documentos para viajar para as Maldivas e regressar a Portugal são:

  • Passaporte válido;
  • Certificado com resultado de PCR negativo antes do regresso a Portugal.

Se testares positivo à covid-19, apenas poderás realizar novo teste após o cumprimento de um período de quarentena de 14 dias. A quarentena é geralmente efetuada numa  unidade hoteleira ou em centro de isolamento imposto pelas autoridades locais.

praias de areia branca e um incrível mundo subaquático nas maldivas

Vacinas para viajar para as Maldivas

Não há vacinas obrigatórias para viajar para as Maldivas. No entanto, é aconselhável ir a um centro de vacinação internacional pelo menos 3 semanas antes da viagem para que um médico possa analisar a sua situação. O próprio Ministério dos Negócios Estrangeiros aconselha a consultar um médico antes da tua viagem.

Em relação à vacina contra a covid-19, neste momento teres sido vacinado com uma das vacinas disponíveis não é obrigatório para viajar para as Maldivas. Sim, serviu anteriormente para se isentar da exigência do teste de PCR pré-voo. Futuramente esta informação pode ser alterada, no entanto, ser vacinado é um requisito para pernoitar em alguns hostels nas ilhas locais, portanto, guarda bem o certificado de vacinação.

App Viajante – Um conselho do Ministério dos Negócios Estrangeiros

Como na maioria dos casos, o Ministério dos Negócios Estrangeiros recomenda que os viajantes instalem a app Viajante. Embora não seja um requisito obrigatório para viajar para as Maldivas, é um procedimento muito fácil e gratuito. Desta forma, as autoridades portuguesas terão o teu contacto caso necessites de ser notificado em casos de urgência ou extrema necessidade.

Perguntas frequentes sobre os requisitos para viajar para as Maldivas

Posso viajar para as Maldivas apesar da covid-19?

Sim, hoje as fronteiras estão abertas para todos os viajantes do mundo, exceto os viajantes oriundos dos países da Ásia do Sul (Afeganistão, Bangladesh, Butão, Índia, Paquistão e Sri Lanka).

Que documentos preciso para viajar para as Maldivas?

Precisas do teu passaporte, do teu bilhete de partida e de volta com data de regresso confirmada.

Existem requisitos para viajar para as Maldivas devido à covid-19?

Sim, para além dos documentos habituais, é necessário preencher um formulário do governo das Maldivas (IMUGA), fazer um teste PCR nas 96 horas anteriores à viagem e ter um certificado que comprove o resultado negativo e mostrar as reservas em alojamento registado. Devido à situação de saúde, é imprescindível fazer um seguro de viagem. O IATI Mochileiro é o teu melhor aliado. Além disso, se vais dormir em hostels, deves verificar bem se os que escolheste estão em ilhas que exigem que os viajantes sejam vacinados contra a covid-19 (e já se passaram pelo menos 14 dias desde a última dose).

Quais são os requisitos para viajar de Portugal para as Maldivas?

Deves levar em consideração toda a documentação necessária para viajar para as Maldivas que nomeamos para ti e, além disso, à data de agosto de 2021, para retornar a Portugal, precisas de fazer um teste PCR.

Existem vacinas obrigatórias para viajar para as Maldivas?

Não, não há vacinação obrigatória.

peixes no fundo mar nas maldivas

Esperamos ter-te ajudado a saber quais os documentos e requisitos que existem para viajar para as Maldivas. Lembra-te de que, devido à covid-19, a situação é muito inconstante e com possibilidade de mudança. Na IATI estamos constantemente a atualizar as informações (este artigo foi publicado à data de agosto de 2021), por isso, antes de fazeres qualquer reserva, consulta as páginas oficiais para evitar problemas.

Para desfrutar desta viagem com a tranquilidade que o destino merece, lembra-te também que é imprescindível que faças o melhor seguro de viagem das Maldivas. O IATI Mochileiro garante-te até 500.000 euros em despesas médicas, incluindo as que possam surgir devido à covid-19 e as da prática de desportos de aventura como o snorkeling ou mergulho até aos 40 metros de profundidade. Terás a segurança de ser atendido no teu idioma, 24 horas por dia e sem precisar adiantar dinheiro. Contrata já a tua apólice e aproveita as férias da tua vida:

seguro de viagem para as maldivas covid 19