É seguro viajar para a Guatemala? É uma pergunta frequentemente colocada por quem viaja para este país da América Central. Pelo que vemos e ouvimos nas notícias a Guatemala seria um país a evitar. Mas será mesmo assim?

Na IATI Seguros de Viagens dizemos-te se é seguro, ou não, ir de férias para a Guatemala.

rua com casas coloridas em antiguaÉ seguro viajar para a Guatemala?

A Guatemala tem, de facto, uma das maiores taxas de criminalidade na América Latina, mas não maior que algumas cidades como Fortaleza ou Salvador, no Brasil, por exemplo. Em 2017, a Cidade da Guatemala, registou 1,705 homicídios, enquanto Fortaleza teve 3,270 assassinatos registados. A taxa de homicídios é menor na Guatemala do que nas Honduras ou El Salvador, mas maior do que na Costa Rica.

Na Guatemala, a maioria dos crimes graves envolve gangues locais e muito raramente estas situações afectam turistas. Apesar dos altos níveis de criminalidade, a maioria das viagens para a Guatemala não é afectada pelo crime.

As estatísticas, por mais assustadoras que possam parecer, não contam a história toda e a situação no resto do país é diferente da Cidade da Guatemala. Neste país da América Central, a população é simpática, adora receber turistas e conversar com eles. Não só porque têm prazer em conhecer gente de outros locais, mas também porque o rendimento proveniente do turismo ajuda bastante a melhorar o nível de vida dos guatemaltecos.

Antes de viajares para a Guatemala é importante teres um bom seguro de viagem e manteres-te informado sobre a situação no país. Na maior parte das situações, a Guatemala é segura, mas é preciso ficares atento a algumas áreas da Cidade da Guatemala – as chamadas zonas vermelhas.

E também deves ter cuidados redobrados em redor de estações de autocarro e em viagens nos autocarros públicos locais. Por vezes, existem roubos nesses locais e meios de transportes. Os autocarros privados são mais seguros, mas não estão imunes a ataques.

Além dessa atenção com a criminalidade, é preciso não esquecermos que as autoridades de saúde apontaram a Guatemala como tendo risco de transmissão do vírus Zika. E deves também ter cuidados redobrados na zona dos vulcões, devido à altitude e a uma eventual erupção vulcânica.

vulcao em erupçao durante a noite

O que diz o Ministério dos Negócios Estrangeiros?

O Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), na sua página de internet, sublinha que as condições de segurança são “deficientes”, ressalvando que existem roubos e assaltos em todo o país, em especial na fronteira com o México e nas rotas utilizadas pelos traficantes de droga – nas zonas de Izabal, Alta Verapaz, Petén, Huehuetenango e San Marcos.

O MNE avisa que existem zonas mais arriscadas, como Escuintla, Quetzaltenango, Alta Verapaz, Izabal e Petén, pois o nível de criminalidade é elevado. Além disso, é também evitável qualquer deslocação para as zonas 3, 5, 6, 7, 8, 11, 12 e 18, Mixco e Villanueva da Cidade da Guatemala.

Existem ainda outras zonas catalogadas com risco médio e onde as deslocações devem ser efectuadas com prudência, como Sololá, onde se situa o Lago Atitlán e a região de Sacatepéquez (La Antigua), onde deve ser prestada atenção a potenciais situações de abuso sexual em locais de ócio.

Conscientes da importância do turismo para o país, as autoridades da Guatemala, criaram um programa dedicado à segurança dos turistas (PROATUR) e também disponibilizam serviços de segurança para grupos de turistas pelo que é aconselhável consultar esta página antes de fazeres o teu roteiro.

pessoas e coloridas tradições populares guatemaltecas

Alguns conselhos para viajar pela Guatemala de forma segura

  • Não saias à noite ou sozinho para zonas remotas
  • Não conduzas à noite, pois as estradas são mal iluminadas e inseguras
  • É mais seguro viajar nas estradas principais do que em estradas secundárias
  • Se viajares para áreas remotas, fá-lo em grupo ou numa empresa de autocarro credível
  • Se usares transporte público mantém o dinheiro e objectos de valor sempre num local seguro e perto de ti. Usa os bolsos da frente das calças e coloca a mochila ao peito
  • Para viagens mais curtas dentro das cidades, a opção mais segura é chamar um táxi como as empresas Taxi Amarillo, Taxi Blanco e Azul
  • No terminal de chegadas do aeroporto, podes comprar vales de táxi pré-pagos no Posto de Turismo INGUAT
  • Deixa os documentos e objectos de valor num local seguro
  • É preciso cuidado nas caixas de levantamento automático, postos de gasolina, aeroportos, estações de autocarros e centros comerciais
  • Não levantes muito dinheiro de uma só vez e evita levantar dinheiro à noite
  • Protege os bens valiosos como computadores, máquinas fotográficas, telemóveis e jóias
  • Não participes em quaisquer manifestações. A legislação guatemalteca proíbe a participação de cidadãos estrangeiros em manifestações
  • Usa o senso comum e segue os teus instintos. A Guatemala é um país incrível e vais adorar as pessoas, as paisagens, a natureza e a arquitectura

 

Autor: Lugares Incertos

Conteúdo Relacionado