Hoje, no blog da IATI, especialista em seguros médicos de viagem, vamos falar sobre uma experiência única: Nadar com tubarões-baleia nas Filipinas. Este é um dos objetivos de muitos viajantes que planeiam visitar este maravilhoso país e é compreensível.

Nadar com o maior peixe do mundo (que pode chegar a medir 12 metros de comprimento!) é uma experiência incrível. No entanto, como em qualquer atividade que interage com animais selvagens, vale a pena fazer uma investigação antes de decidir sobre o local onde fazer esta atividade ou a agência a escolher.

Nadar com o tubarões-baleia nas Filipinas

onde ver tubaroes baleia filipinas

Ser um turista responsável é uma obrigação num mundo onde já temos acesso a todas as informações na internet. Nem tudo vale para conseguir a selfie perfeita, por isso hoje queremos fazer a nossa parte e falar sobre os melhores e os piores lugares para nadar com o tubarões-baleia nas Filipinas.

Oslob (Cebu)

Se há um lugar que NÃO recomendamos para nadar com tubarões-baleia nas Filipinas, é Oslob. Embora seja um dos lugares mais acessíveis e mais populares para fazer esta atividade, o que acontece neste lugar é uma verdadeira aberração e não tem nada a ver com o conceito de turismo responsável.

Na pequena aldeia de Taw-Awan, a sul de Cebu, os pescadores começaram há alguns anos a alimentar estes animais com uyap (uma mistura de camarões e crustáceos) para os afastar das suas redes. O que começou como uma técnica de pesca, rapidamente se tornou numa atração turística que traz muitas consequências negativas para estes gigantes do mar.

Em primeiro lugar, apesar desta mistura não lhes dar os nutrientes necessários para estarem bem alimentados (não devemos esquecer que os tubarões-baleia se alimentam de fitoplâncton ou plâncton), ficam “viciados”. Em vez de migrarem milhares de quilómetros, como fizeram durante milhares de anos, acabam por permanecer na área e todos os dias procuram os barcos que os alimentam com aquela mistura tão pobre. Isto faz com que os se modifiquem padrões migratórios da espécie, que não chega a completar o seu ciclo biológico, podendo também alterar os seus padrões de reprodução. Tudo isto leva, consequentemente, à sua possível extinção. De fato, ficou provado que alguns tubarões-baleia permaneceram em Oslob durante mais de um ano.

Em segundo lugar, a alimentação dada pelo homem faz em que os butanding identifiquem a presença de barcos com comida e os comecem a perseguir, com todos os perigos que pode trazer. Aproximar-se dos navios pode magoá-los e alterar o seu padrão de migração.

Em terceiro lugar, e embora haja um código de interação para nadar com tubarões-baleia nas Filipinas (nele basicamente é explicado que não te podes aproximar a menos de metro e meio do animal e, obviamente, não lhe podes tocar), não é respeitado Oslob. Sendo o lugar mais visitado das Filipinas para fazer esta atividade, não será difícil de adivinhar quantos danos está a causar a estes animais. De facto, a monitorização que fez a LAMAVE, o Instituto de Investigação de Grandes Animais Marinhos das Filipinas em Oslob demonstrou que em 64 horas foram feitos 1823 contatos físicos. Faz os cálculos, falamos de mais de 29 contatos a cada hora. O estudo da LAMAVE também mostrou que a regra de estar a pelo menos 2 metros de distância não foi cumprida em 97% das vezes.

Além do stress que estes animais sofrem por causa dos contatos, os danos colaterais são evidentes. Os tubarões-baleia estão expostos ao contato com bactérias humanas e outros produtos para a pele, como cremes solares. Sem mencionar os golpes que recebem e os cortes que mostram devido ao contato com as hélices dos navios.

Então, por favor, se quiseres nadar com o tubarão-baleia nas Filipinas, não vás a Oslob. Nem tudo é válido, não sejas egoísta e respeita estes animais visitando-os noutros sítios onde são respeitados. De seguida, vamos falar sobre alguns deles.

nadar com tubaroes baleia filipinas

Donsol (Luzon)

Apoiado pela WWF-Filipinas, o projeto de ecoturismo na pequena cidade de Donsol, a leste de Manila, foi fundado em 1998. Este é um dos melhores lugares para nadar com tubarões-baleia nas Filipinas. No entanto, para poderes desfrutar desta atividade, deves saber que os butandines só aparecem por aqui numa determinada época do ano. De forma natural, e atraídos pela grande quantidade de plâncton e fitoplâncton na baía de Donsol, poderás vê-los a nadar livremente graças às excursões nas bangkas, os barcos tradicionais filipinos, que saem do Donsol Whale Shark Interaction Center.

A temporada boa para ver tubarões-baleia em Donsol é entre dezembro e maio aproximadamente, com maior probabilidade nos meses de abril e maio.

Depois de um vídeo de apresentação no qual te explicam as regras de interação, sais para águas abertas com o teu barco. Parte da tripulação, sobe a um dos mastros do bangka, e observa o mar com a intenção de encontrar uma mancha negra com pontinhos. Quando te indiquem, saltarás para dentro de água com o guia e serás capaz de ver estes animais livres e sem a necessidade de os alimentar. Não te esqueças de respeitar tudo o que te foi dito antes.

Se quiseres nadar com tubarões-baleia em Donsol, para lá chegares o melhor é voar para o Aeroporto de Legazpi saindo de Manila e desde aí apanhar um dos autocarros que vão para Donsol. A viagem dura apenas uma hora e meia. Depois dirige-te ao centro de interação e espera até formar um grupo. Os barcos saem com um máximo de 6 pessoas. Terás que pagar uma taxa de 300 pesos e o valor correspondente ao navio, 3500 pesos entre 6 pessoas.

tubaroes baleia em oslob

Porto Princesa (Palawan)

Se fores viajar para o arquipélago entre abril e novembro, existe a possibilidade de poderes nadar com tubarões-baleia nas Filipinas em Porto Princesa, Palawan. Na baía de Honda foram avistados estes peixes nos últimos anos e a atividade cada vez se torna mais popular, sem chegar a estar massificada, pois esta cidade é pouco visitada por turistas, que vão diretamente para outros lugares como El Nido ou Port Barton.

As melhores chances de nadar com tubarões-baleia em Porto Princesa são durante estes meses e, sobretudo, perto dos períodos de lua cheia.

O preço da viagem para nadar com os tubarões-baleia em Porto Princesa, nas Filipinas, é de cerca de 1800 pesos por pessoa.

tubaroes baleia nas filipinas

Padre Burgos (Leyte)

Segundo o Instituto LAMAVE, Padre Burgos é o lugar mais respeitoso onde poderás nadar com tubarões-baleia nas Filipinas. O seu acesso é um pouco mais complicado do que os outros locais, mas vais encontrar um lugar praticamente vazio e visibilidade na água que pode chegar aos 20 metros, muito acima da média em Donsol.

A temporada para nadar com tubarões-baleia em Padre Burgos é de novembro até ao final de abril, quando a baía de Sogod se enche de comida para eles.

Para chegar até aqui, podes voar até Ormoc ou Tacloban e, desde aí, ir de transporte público até Padre Burgos, algo que pode demorar umas 3 ou 4 horas. Há também conexões para a ilha de Leyte desde Surigao e Cebu, mas essa viagem é ainda mais demorada.

O preço da viagem de um dia para nadar com tubarões-baleia em Padre Burgo depende do centro de mergulho que escolheres. Custa cerca de 2800 pesos por pessoa.

nadar com tubarao baleia

Gostarias de nadar com tubarões-baleia nas Filipinas? Esperamos ter-te ajudado com estas dicas. Lembra-te que o mais importante é respeitar a natureza, ir a um lugar onde estes seres maravilhosos sejam bem tratados e seguir as regras de segurança. Além disso, viaja em segurança com uma boa apólice de viagens. Dá uma olhadela nas apólices da IATI Seguros e não deixes a tua saúde ao acaso.

 

Artigo traduzido por Susana Almeida

Conteúdo Relacionado